quinta-feira, 31 de outubro de 2013

Há uma linha

... que separa as pessoas que em situações de adversidade se enrolam sobre si, em posição fetal, choram e assim se deixam ficar, pensando que a culpa é da sociedade, que tiveram azar na vida, que não lhes deram o devido valor, que o mundo é mesmo injusto, das outras. As pessoas que, em enrolando-se em posição fetal e chorando tudo o que têm a chorar até que se lhes esgotem as lágrimas, se levantam, e tentam recomeçar a andar, inicialmente qual criança a aprender os primeiros passos, depois mais seguras, até recomeçar tudo de novo, reinventando-se caso seja necessário.
Eu, que nunca aposto e que não sei nada disto da vida, estaria capaz de apostar que os pais das primeiras pessoas sempre as desculparam em crianças, que a professora não prestava, que os amigos a desviavam, que não lhe davam uma segunda oportunidade, que tinha sido um mero percalço.

Perfect matches ou pares boho-slam-chic cheios de pinta #8

 Diz que é uma espécie de arte at Tate museum
Diz que pode ser verdadeira arte

sexta-feira, 25 de outubro de 2013

Querida Bijuca****

Venho por este meio informá-la de que recebi o seu mail, o qual mereceu a minha melhor atenção e até fui àquilo do facebook, espreitar a sua lojinha. Mas... como é que lhe hei-de dizer isto minha querida? A menina haveria de fazer melhor o seu trabalho de casa, antes de propor a alguém uma parceria que é, na verdade, um comensalismo. A tia Picante explica, sabe minha Santa? Numa parceria ambos os parceiros saem beneficiados, nessa parceria, que na verdade é um comensalismo, eu divulgo a sua loja e ganho o quê, para além do prazer de divulgar a sua loja? 
E depois, minha querida, a tia Picante não é assim lá grande fã de bijuteria, sempre gostou mais de joias verdadeiras, fazer o quê? A tia Picante acha que os anéis e brincos são mais bonitos se forem de brilhantes em vez de vidro... olhe, esquisitices. Ainda por cima tem um raio de um corpo tão fino como o gosto, veja lá a menina que a tia Picante não pode usar nada que não seja ouro, fica logo com as orelhas em ferida, uma maçada, é o que é!
Se a menina visita o blog da tia Picante deveria saber que seria impossível eu recomendar uma lojinha que venda echarpes e golas tigrezas e zebróides, mas a menina não viu o que prantei por aqui? Deus me acuda, acha que poderia recomendar às minhas leitoras aqueles lindos anéis em forma de beijo? Ou aqueles brincos de cerimónia que parecem saídos dos Chocapic? E as pulseiras, Virgem Santa? Poderia fazer um post inteiro sobre as pulseiras douradas "look at me I'm seven at market of thief". 
Ah! E já me esquecia, aqui a tia Picante não compra nadinha nas lojas do facebook, sabe? Aborrece-me isso da economia paralela rondar os 25%, parecendo que não isso faz com que eu e outros tansos tenhamos de pagar muito mais impostos, por mais excêntrico que lhe pareça, a tia Picante prefere pagar mais caro e ir a uma loja de verdade, daquelas que pagam IVA e segurança social e tudo e tudo. Não leva a mal, não minha querida? Mas parece que a nossa relação de comensalismo terá de ficar para uma outra oportunidade.

*Alterei o nome, também não desejo danos maiores à piquena, assim ficam todos na ignorância, vale? Cambada de cuscos!

Senhores da Veuve e da Estee Lauder, não se sintam intimidados, por quem sois, estejam à vontade para me enviar umas amostras, ou caixas, ou paletes.

quinta-feira, 24 de outubro de 2013

Há uma linha...

...que separa as pessoas que conseguem ser sarcásticas sem recorrer a ofensas directas, das outras, as que não têm inteligência suficiente para gozar o prato sem partir para o insulto fácil, ou para aqueles argumentos básicos da falta de vida própria, inveja ou frustração. E em verdade vos digo que essa linha não tem tons de cinzento, é uma linha que se vê a kms, há quem lhe chame inteligência, há quem lhe chame educação e, ainda, há quem lhe chame ambas as duas: inteligência e educação.

Poupem-me a correcção ao pleonasmo vicioso sim?

Gracinha

Gracinha minha querida, venha cá, temos de falar, em verdade lhe digo que não sei nada disso de as pessoas serem porcas e brejeiras, sei sim, que cada um leva a sua vida intima como melhor lhe aprouver, a menina até pode não concordar que as pessoas façam sexo pelo simples prazer do sexo, no feelings attached, tem toda a razão, é muito deselegante alardear a vida privada a uns e outros. Agora chamar-lhes pedaços de carne ou porcas? Minha querida, pessoas porcas há muitas mas não é derivado de sexo em demasia, é mesmo muita falta de água, sabonete e desodorizante. Tenha lá tento na língua, sim? Ainda por cima a dizer que acha haver mais mulheres com esse tipo de comportamento... Não vá dar-se o caso de alguém pensar que a menina é, no mínimo, preconceituosa.

quarta-feira, 23 de outubro de 2013

A benemérita

Talvez eu própria me dedique a ajudar os outros, afinal eu nasci para espalhar o bem, era uma coisa bonita de se ver, até já sei que título daria aos posts, "Consultório Picante" seria apropriado, já me estou a ver a solucionar problemas amorosos, azares profissionais, ensinaria as pessoas a exercer convenientemente a actividade parental, afastaria invejas e maus olhados, resolveria quezílias familiares, drogas e problemas de jogo então nem falar, e claro até os problemas de impotência eu trataria. Já estou a imaginar, Picante a benemérita....

terça-feira, 22 de outubro de 2013

Errata

Parece que o texto do post abaixo não é da autoria da Clara Ferreira Alves mas sim de alguém que assinou com o nome dela a fim de obter mais partilhas. Eu já o conhecia há que tempos mas a autoria passou-me completamente ao lado. A correcção está feita, as minhas desculpas.

(e agora vou aprovar e responder aos comentários, são mais que as mães)

A lucidez de Mário Soares ou não tem de quê Anónimo(a)

Mário Soares, num dos momentos de lucidez que ainda vai tendo, veio chamar a atenção do Governo, na última semana, para a voz da rua.
A lucidez, uma das suas maiores qualidades durante uma longa carreira politica.
A lucidez que lhe permitiu escapar à PIDE e passar um bom par de anos, num exílio dourado, em hotéis de luxo de Paris.
A lucidez que lhe permitiu conduzir da forma "brilhante" que se viu o processo de descolonização.
A lucidez que lhe permitiu conseguir que os Estados Unidos financiassem o PS durante os primeiros anos da Democracia.
A lucidez que o fez meter o socialismo na gaveta durante a sua experiência governativa.
A lucidez que lhe permitiu tratar da forma despudorada amigos como Jaime Serra, Salgado Zenha, Manuel Alegre e tantos outros.
A lucidez que lhe permitiu governar sem ler os "dossiers".
A lucidez que lhe permitiu não voltar a ser primeiro-ministro depois de tão fantástico desempenho no cargo.
A lucidez que lhe permitiu pôr-se a jeito para ser agredido na Marinha Grande e, dessa forma, vitimizar-se aos olhos da opinião pública e vencer as eleições presidenciais.
A lucidez que lhe permitiu, após a vitória nessas eleições, fundar um grupo empresarial, a Emaudio, com "testas de ferro" no comando e um conjunto de negócios obscuros que envolveram grandes magnatas internacionais.
A lucidez que lhe permitiu utilizar a Emaudio para financiar a sua segunda
campanha presidencial.
A lucidez que lhe permitiu nomear para Governador de Macau Carlos Melancia, um dos homens da Emaudio.
A lucidez que lhe permitiu passar incólume ao caso Emaudio e ao caso Aeroporto de Macau e, ao mesmo tempo, dar os primeiros passos para uma Fundação na sua fase pós-presidencial.
A lucidez que lhe permitiu ler o livro de Rui Mateus, "Contos Proibidos", que contava tudo sobre a Emaudio, e ter a sorte de esse mesmo livro, depois de esgotado, jamais voltar a ser publicado.
A lucidez que lhe permitiu passar incólume as "ligações perigosas" com Angola , ligações essas que quase lhe roubaram o filho no célebre acidente de avião na Jamba (avião esse carregado de diamantes, no dizer do Ministro da Comunicação Social de Angola).
A lucidez que lhe permitiu, durante a sua passagem por Belém, visitar 57 países ("record" absoluto para a Espanha - 24 vezes - e França - 21), num total equivalente a 22 voltas ao mundo (mais de 992 mil quilómetros).
A lucidez que lhe permitiu visitar as Seychelles , esse território de grande importância estratégica para Portugal.
A lucidez que lhe permitiu, no final destas viagens, levar para a Casa-Museu João Soares uma grande parte dos valiosos presentes oferecidos oficialmente ao Presidente da República Portuguesa.
A lucidez que lhe permitiu guardar esses presentes numa caixa-forte blindada daquela Casa, em vez de os guardar no Museu da Presidência da Republica.
A lucidez que lhe permite, ainda hoje, ter 24 horas por dia de vigilância paga pelo Estado nas suas casas de Nafarros, Vau e Campo Grande.
A lucidez que lhe permitiu, abandonada a Presidência da Republica, constituir a Fundação Mário Soares. Uma fundação de Direito privado, que, vivendo à custa de subsídios do Estado, tem apenas como única função visível: ser depósito de documentos valiosos de Mário Soares. Os mesmos que, se são valiosos, deviam estar na Torre do Tombo.
A lucidez que lhe permitiu construir o edifício-sede da Fundação violando o PDM de Lisboa, segundo um relatório do IGAT, que decretou a nulidade da licença de obras.
A lucidez que lhe permitiu conseguir que o processo das velhas construções que ali existiam e que se encontrava no Arquivo Municipal fosse requisitado pelo filho e que acabasse por desaparecer convenientemente num incêndio dos Paços do Concelho.
A lucidez que lhe permitiu receber do Estado, ao longo dos últimos anos, donativos e subsídios superiores a um milhão de contos.
A lucidez que lhe permitiu receber, entre os vários subsídios, um de quinhentos mil contos, do Governo Guterres, para a criação de um auditório, uma biblioteca e um arquivo num edifico cedido pela Câmara de Lisboa.
A lucidez que lhe permitiu receber, entre 1995 e 2005, uma subvenção anual da Câmara Municipal de Lisboa, na qual o seu filho era Vereador e Presidente.
A lucidez que lhe permitiu que o Estado lhe arrendasse e lhe pagasse um gabinete, a que tinha direito como ex-presidente da República, na... Fundação Mário Soares.
A lucidez que lhe permite que, ainda hoje, a Fundação Mário Soares receba quase 4 mil euros mensais da Câmara Municipal de Leiria.
A lucidez que lhe permitiu fazer obras no Colégio Moderno, propriedade da família, sem licença municipal, numa altura em que o Presidente era... João Soares (seu filho).
A lucidez que lhe permitiu silenciar, através de pressões sobre o director do "Público", José Manuel Fernandes, a investigação jornalística que José António Cerejo começara a publicar sobre o tema.
A lucidez que lhe permitiu candidatar-se a Presidente do Parlamento Europeu e chamar dona de casa, durante a campanha, à vencedora Nicole Fontaine.
A lucidez que lhe permitiu considerar José Sócrates "o pior do guterrismo" e ignorar hoje em dia tal frase como se nada fosse.
A lucidez que lhe permitiu passar por cima de um amigo, Manuel Alegre, para concorrer às eleições presidenciais uma última vez.
A lucidez que lhe permitiu, então, fazer mais um frete ao Partido Socialista.
A lucidez que lhe permitiu ler os artigos "O Polvo" de Joaquim Vieira na "Grande Reportagem", baseados no livro de Rui Mateus, e assistir, logo a seguir, ao despedimento do jornalista e ao fim da revista.
A lucidez que lhe permitiu passar incólume depois de apelar ao voto no filho, em pleno dia de eleições, nas últimas Autárquicas.
No final de uma vida de lucidez, o que resta a Mário Soares? Resta um punhado de momentos em que a lucidez vem e vai. Vem e vai. Vem e vai.
Vai... e não volta mais.

Texto tirado daqui 

Quem não sabe ensina

Derivado disso de hoje em dia os workshops serem moda, qualquer um agora deu em organizar workshops, ensinam as pessoas a gerir o seu próprio tempo, mostram-nos o tortuoso caminho na conquista da felicidade, revelam os segredos da motivação e auto-confiança, iluminam-nos sobre a problemática da gestão do orçamento familiar, caramba até dão consultas amorosas via net, qual revista Maria. Surpreendentemente, há público para estas coisas, os workshops até esgotam, mas nem é isso que mais me surpreende, o que deveras me deixa estupefacta é como é que estes novos formadores e conselheiros aprendem estas coisas todas, onde é que eles se irão inspirar para desenvolver tão úteis conteúdos, que cabeças e experiência de vida, Deus meu!

segunda-feira, 21 de outubro de 2013

Perfect matches ou pares boho-slam-chic cheios de pinta #7


Dúvidas, a minha vida é isto

De quando em vez uma mulher vai àquilo do facebook e realiza que os dos blogs andam para ali a desejar bom dia, perguntam se as pessoas já se levantaram, partilham o que comeram, informam-nos de que ainda estão a trabalhar, tudo informações muito úteis, sim senhora, nem sei como consigo sobreviver a isto de não ter facebook aqui do blog.

sexta-feira, 18 de outubro de 2013

Pessoas, Pessoooooooaaaaaaaass

Descobri! O novo must-have da estação! Esqueçam o estilo tigresse e leopardo, zebróide então nem falar! Apresento-vos os novos must-have, uma tendência completamente arrojada e inovadora. Tcharaaannn!











E para um matchy-matchy perfeito, o último grito, inspirado na saia da Neuza!














Digam lá pessoas! Não é lindo? Completamente hippie-chic? Delicioso? Até estou a pensar lançar uma nova rúbrica "Estilo, disse a Picante". Hum? Que me dizem?

(fotografias TODAS tiradas na net, eu nunca teria um candeeiro daqueles)

quinta-feira, 17 de outubro de 2013

Tende cautela, tende muita cautela

Esta situação das malas, a par com a outra situação de as pessoas se prestarem a aparecer seminuas, vestidas com um pacote de pipocas, num qualquer centro comercial, leva-me a pensar numa outra situação de se andar a dizer que uma coisa de qualidade, feia ou bonita, isso agora não interessa nada, é (quase) igual a uma coisa sem qualquer qualidade, que na verdade não passa de uma imitação rasca da primeira coisa, essa sim de qualidade. De repente dou comigo a pensar que a pessoa que diz que uma coisa sem qualidade é (quase) igual à coisa de qualidade poderá muito bem vir a dizer que as malas que a Benetton vende, ou que as malas que o Wang Zin ou o Chao Lin vendem, são (quase) iguais às malas Samsonite. Seria uma maçada não é verdade? Estaria capaz de apostar que os idiotas* do marketing lá da Samsonite não se lembraram deste pormenor quando acharam graça à ideia de ver umas quantas idiotas, seminuas, de pipocas na mão, a correr num Sábado de manhã para ganhar uma mala que parece uma mochila de criança, só que em feio.

*Não se ofendam, idiota é uma pessoa que tem muitas ideias. Se são ideias de valor isso já são outros 5 tostões.

quarta-feira, 16 de outubro de 2013

Perfect matches ou pares boho-slam-chic cheios de pinta #5

Estou para aqui cheia de dúvidas, já não sei o que faça à vida, vou viajar, à escola ou ao supermercado?



À atenção do partido comunista e respectivo sindicato

Alguém que avise os senhores da CGTP que a ponte não é assim tão emblemática, afinal, antes de lhe terem mudado o nome, chamava-se ponte Salazar, que foi quem a mandou construir. Agradecida.

Picante, a vidente

Os livros da Munro irão ascender aos tops, aquilo do Rodrigues dos Santos e do Sparks, em jeito de livro, será finalmente destronado. Outubro acabará bem.

terça-feira, 15 de outubro de 2013

Verdades Picantes #37

Os blogs são os novos tabloides. Mas porque raio é que insistem em ir aos jornais, on line, e transcrever os títulos das noticias, fazendo disso um post? Minhas Santas, se quisermos saber as notícias também nós, pobres leitores, sabemos ir directamente à fonte, a sério que agradecemos o vosso desejo em nos informar mas em verdade vos digo que não há necessidade.

segunda-feira, 14 de outubro de 2013

sexta-feira, 11 de outubro de 2013

Perfect matches ou pares boho-slam-chic cheios de pinta #4


Ó menina, deixe de puxar por mim, se faz o favor, cada tiro, cada melro, em verdade lhe digo que nunca vi roupa de criança tão feia, safam-se as modelos que daqui a uns anos lhe rogarão umas valentes pragas. E agora isso dos livros e do Marcelo... safa! Aquiete-se um bocadinho que isto não pode ser sempre sobre si, tarda nada tenho aí a ASAE da blogolândia à perna por não tratar todos os clientes com a mesma atenção. Tranquila, sim?
 (fotografias retiradas da net)

quinta-feira, 10 de outubro de 2013

O factor X e a casa dos gordos ou como a matemática é tudo na vida

Vinde a mim, boa gente, a Tia Picante deslinda-vos o segredo dessas coisas dos rankings, na verdade até é bastante simples, em tendo umas luzinhas de marketing sabereis que qualquer marca tem consumidores heavy, medium e light, ora pois que aqui nos blogs sucede o mesmo, os leitores heavy serão responsáveis por cerca de 85% das vossas visitas. Quer isto dizer que em escrevendo dois posts, os vossos leitores heavy vos visitarão duas vezes, em escrevendo três posts, tereis praticamente o triplo das visitas. E, em calhando, esta equação matemática será bem capaz de explicar a razão de haver quem escreva 5 ou 6 posts por dia. Ou então não e é apenas amor à escrita.

quarta-feira, 9 de outubro de 2013

Perfect matches ou pares boho-slam-chic cheios de pinta #3

 É correr, pessoas, é correr que quem corre sempre alcança.


















(fotografias retiradas da net)

Estou arrasada, nunca serei uma hit blogger

Uma mulher entusiasma-se com isso dos looks must have, ousa proferir a medo matchy-matchy, pensa que mais um pouco e chegará àquilo do boho-chic, constrói castelos no ar, permite-se sonhar mais alto... Caramba, já me estava a ver inaugurar uma rubrica sob a temática Spicy looks (perceberam o trocadilho? Genial, verdade?), eventualmente atingiria o zénite com o lançamento de "o Consultório Picante", via facebook, claro está, afinal blog que é blog confraterniza com os leitores, e vai daí que, qual Katrina, os meus sonhos e devaneios são totalmente devastados? Então uma mulher pensa looks leopardo e afinal o que está in é a zebra? Problemas, a minha vida é isto.

terça-feira, 8 de outubro de 2013

Palmieeeeeeerrrrr!!! Palmieeeeeeeeeeeeer!

Descobri! Custou, corri meia Lisboa, caramba cheguei a visitar os arredores, mas finalmente descobri os must have que faltavam a consorte para fazer matchy-matchy com essas magnificas meias da Zara! Ora veja se não é coisa para gente cheia de pinta e com imenso estilo:

Gravata 50 manchas, é polivalente, exclusivamente em poliéster, não magoa os pulsos.

 Cueca vou-ti devorrarrrr.












E, de caminho, a minha especial e estilosa oferta para o novo membro da família, as novas peças must have masculinas, são pró natalidade, funcionam melhor que falta de electricidade. Não são um ammmmooooooor?

ah ah ah ah ah ah ah ah ah ah ah ah ah ah ah

Mas vós sois loucos? É que loucura é a única coisa que pode explicar isto.

(Sois grandes, obrigada a todos os que por aqui passam, nem sei que diga)

segunda-feira, 7 de outubro de 2013

Por vezes...

...fico espantada, penso que afinal já não percebo nada disto da natureza humana, como é que é possível que uma simples graça sobre o tempo lá pelas terras das tulipas dê origem a comentários do calibre que deu? Nem vos passa pela cabeça a porcaria que tive de rejeitar, nessas alturas fico a pontos de fechar os comentários a anónimos, por mais que isso me aborreça, sei bem que não são todos iguais, tenho aqui uma série de discussões educadas a prová-lo, sei bem que anda tudo aborrecido com a austeridade, mas caramba... é mesmo necessário trucidar assim desconhecidos?

sexta-feira, 4 de outubro de 2013

Must have para gente literalmente cheia de pinta

 Tank top para correr. Tonifique o corpo enquanto seduz os trolhas, papalvos homens de gosto distinto da margem sul.
 Look correr para apanhar o mercedes que me deixa na Duque de Loulé, para o turno das 23h.
 Look sou cool comó caraças, yeeeeeeé, tenho de correr daqui para fora que o cabeleireiro está cheio de clientes, tanta unha para fazer e tão pouco tempo cum catano, pá!
 Look namorido se chegas outra vez bêbado e a cheirar a perfume barato enfio-te um chute que ficas a falar fininho durante 15 dias.
Calça slim polivalente, serve para o dia, para a noite, fica bem com qualquer coisinha, como é 100% fibra nem precisa de ser engomada.
















(imagens retiradas da net, curiosamente quando as abri eram peças à venda, podeis encontrá-las entre o Seixal e a Amadora, só já não sei quais as peças do Seixal e quais as de Amadora)

O drama, a tragédia, o horror

Subitamente realizo que não tornarei a ser informada acerca das condições climatéricas de Leiden. Estou aqui que não posso.

quinta-feira, 3 de outubro de 2013

Ontem

A culpa é destes destes árbitros, são todos uns aldrabões, então não se estava mesmo a ver que aquele primeiro golo estava em fora de jogo?...

(Paris é a cidade da luz, não é? Faz sentido)

Perfect matches ou pares boho-slam-chic cheios de pinta #2


(fotografias retiradas da net)

terça-feira, 1 de outubro de 2013

Porque leio blogs?

Para testar a minha capacidade de controlo. Por Deus parem de falar da vossa vida sexual, das coisas feias que querem e dos sítios pseudo chiques que frequentam, uma pessoa quase se sente uma criança em plena Disney World, sem bilhete de entrada.

(Claro que, em comprando bilhete, a entrada será garantida...)

Ainda das eleições

Em verdade vos digo que há 3 partidos que estão para o meu boletim de voto tal qual como os raios UV. Sei que existem, não dou por eles, ponho protector solar e é a andar.

OK, o BE quase nem partido é, mas sinto-me benevolente.