quarta-feira, 4 de setembro de 2013

Estimáveis donas Joaquinas

Em querendo ofender ou minimizar aqui a vossa Picante, tende atenção ao tipo de argumentos usados, desfazei os meus raciocínios, provai que estou errada e só digo tolices, recorrei a factos, usai e abusai da lógica, essa maravilha da natureza humana. Mas por quem sois, evitai os argumentos de "és encalhada", "vais morrer sem filhos", "ai tens uma vidinha como nós?", "tens é inveja"...
Como é que hei-de dizer sem vos ofender? As meninas sabem zero vezes zero da vida da autora, esses argumentos são tão patéticos que até dói, próprios de uma criancinha, apetece deitar a língua de fora e responder um "quem diz é quem é, o teu pai lava a cara com chulé". E em verdade vos digo que a vossa tolice é digna de lástima.

Sabeis o que são lógica, factos e argumentos, ou não?

65 comentários:

  1. Se os comentários das Donas J não a incomodassem tanto, certamente que não perderia tempo e posts a responder-lhes, não é verdade?
    Acredite que você ( posso tratá-la por você?) dá pasto às chamas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu ia dizer isto, mas o Anónimo já disse tudo: se precisa de dirigir tanto post às donas Joaquinas, isso se calhar, mais do que as ditas, define a linha deste blogue e, sobretudo, a da sua postura, não?

      Eliminar
    2. Ana, Ana, esse seu comentário é o equivalente àquele adágio "ir na rua e não ver as casas".

      Eliminar
  2. citando o Bruma: "eh pá, isso é muito". são anos de comentário de baixo nível baseado no argumento da inveja

    ResponderEliminar
  3. Andam os hipermercados apostados em grandes campanhas, que o regresso às aulas é que é, e as vendas aumentam, e parece que anda toda a gente feliz, que gastar rios de dinheiro em livros, material escolar, roupa, é que é, e depois deixam passar este fenómeno que é o regresso das donas Joaquinas, que em vez de ocorrer em Setembro, acontece todo o ano. Um filão é o que lhe digo, um filão.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Picante, a imitar hipermercados des Maio de 2012

      Eliminar
  4. A teoria da encalhada é tão absurda. Eu já fui casada, já tive mais uns relacionamentos que foram coisas sérias, tenho um filho e aos quarenta anos decidi que, por enquanto, não quero ter ninguém a moer-me as moléculas, e isso é uma sensação de liberdade impagável. Estou encalhada em quê? Vou para onde quero, faço e digo o que bem me apetece, ao contrário de algumas das minhas amigas que considero, essas sim, encalhadas nos trambolhos dos companheiros (é assim que se diz, certo?)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É pois, os companheiros são os novos maridos.

      Eliminar
    2. A anónima já teve uma vida: casou, teve um filho, teve outros relacionamentos, enfim, viveu.
      Mas e a nossa amiga Picante? Além de ler blogues menores e criar um só para desdizer nesses que, sendo menores, não se percebe porque lhes dá tanta importância, que mais fez ela?
      Ah, espera: criou no blogue uma rúbrica com vida própria, “O problema dos homens”, que diz muito sobre a incapacidade dela em obter um “companheiro”, nem que seja na Zara…

      Eliminar
    3. Responde a Picante ou respondo eu, a anónima que acha que os companheiros das amigas são uns trambolhos?

      Eliminar
    4. Alguns são! E alguns dos nossos também eram por isso é que os pusemos a andar!

      Eliminar
    5. Então? Não publica a minha resposta ao Anónimo das 13:45? Não era ofensiva... a menos que se tenha revisto no que eu disse. Picou-se, a Picante? Querem lá ver que ela prefere mesmo os "companheiros" das amigas?
      E ainda diz que da vida dela sabemos zero de zero...

      Eliminar
    6. Está publicada. Não é a das 17.16? Só agora aprovei os comentários...

      Eliminar
    7. 'A anónima já teve uma vida: casou, teve um filho, teve outros relacionamentos, enfim, viveu.'

      Enquanto não se tem um relacionamento não se vive? Oi? Esse tem de ser invariavelmente o objectivo da minha vida?!

      Eliminar
  5. Mas optando por viver sozinha, com certeza leva a sua vida sem criticar as que vivem acompanhadas, mas com a picante é diferente porque vive sozinha mas mete-se em tudo da vida das casadas só prova que é uma frustrada, ou não tenho razão na minha lógica. Por isso chamar-lhe encalhada tem toda a lógica de ser e se ela leva a mal, temos pena mas quem vai à guerra da e leva.
    Ou ela é a dona do mundo e só ela é que pode meter-se na vida dos outros e não quer que falem dela? É o que parece.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A querida anónima não sabe se eu crítico ou não as pessoas casadas e não se pode deduzir que a Picante não tenha tido, ou não tenha uma vida, se é que há alguma definição para isso assim no geral... Ter uma vida? Isso é o quê? Eu acho que não devo ser muito elegante em chamar trambolhos aos companheiros das outras. A definição encalhada, volto a repetir, não se pode aplicar a pessoas que não têm compromissos já que, nesse caso, só encalham se quiserem. Picante, por favor, ponha ordem nisto.

      Eliminar
    2. Há uma diferença do tamanho do mundo entre comentar um assunto tornado publico e meter-se em vida alheia. A Picante explica, vamos pegar num exemplo básico: dizer a alguém que anuncia na web orgulhosamente que não vai amamentar só porque não lhe apetece que o deveria fazer é comentar um assunto público. Dizer a uma recém mamã que deverá amamentar, sem que a própria tenha tocado no assunto é meter-se em vida alheia.

      Eliminar
    3. Mais... A dona Joaquina é que se está a tentar meter em vida alheia. Eu nunca falei da minha vida privada que é isso mesmo: privada. Como tal posso ser casada, solteira, divorciada ou até viuva. Posso ter filhos ou não. A senhora não pára de chamar-me encalhada na vã tentativa de que eu desenvolva o assunto. Espere sentada que em pé cansa, sim?

      Eliminar
    4. Ihihihi... Pois cansa mas as D. Joaquinas já não são as mesmas desde que descobriram o creme para os pés do Dia, portanto acho que só de tanta raiva vai ficar em pé!!!

      Eliminar
  6. A menina que é tão direitinha e raramente se engana e nunca tem dúvidas, nunca ouviu dizer que quem diz o que quer ouve o que não quer.
    Á pois é, querida.

    ResponderEliminar
  7. A mim chamam-me cornuda, por ter homem. Quem não tem homem, é encalhada.

    Não sei o que é pior.

    Mas, em verdade te digo, querida Picante, que há muita mulher nitidamente frustrada nesta blogosfera. Os anónimos maldosos são quase sempre mulheres. Eu não sei se lhes falta macho, se lhes falta emprego, se lhes falta beleza, se lhes falta isto ou aquilo... mas nitidamente têm falta de felicidade.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A estupidez e mesquinhice. É isso que é o pior.

      Eliminar
    2. S, quando foi o caso da Judite de Sousa, quantas pessoas não disseram logo "não pode com os cornos!", "não admira que o homem a tenha trocado pela secretária", "merece bem o par de cornos que tem"? Quantas dessas pessoas não eram mulheres? É assim a lógica desta gente, é preciso um homem para tudo e se a mulher não se comporta decentemente leva um par de cornos que se lixa...

      Eliminar
    3. Como é que se consegue perceber se "os anónimos maldosos são quase sempre mulheres"?

      Eliminar
    4. Infelizmente a senhora parece que foi mesmo traída. Não entendo como é que alguém pode gozar com isso.

      Eliminar
    5. 'Eu não sei se lhes falta macho, se lhes falta emprego, se lhes falta beleza, se lhes falta isto ou aquilo...'

      S*, esse comentário é exactamente o que este post condena.

      Eliminar
  8. Quisera que os teus Anónimos não fossem Anónimos e que as D. Joaquinas se revelassem com nomes igualmente giros mas próprios. Eu confundo-me com toda esta anonimagem, e aposto que eles também. Diz-lhes que se disponham por cores, ou números, ou tamanhos, ou graus de inteligência, para o Who's Who ser mais fácil

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo! Abaixo os anónimos, passemos a ser todos Pipocas. Temos a musa inspiradora de todas elas, ou seja, A MAIS DOCE, depois temos as mais fieis seguidoras: a mais picante, a mais salgada e a mais azeda. Poderemos também, nós os anónimos que por aqui vegetam, criar nomes divertidos como "a mais seca", "a mais cor de rosa", "a mais mamalhuda", "a mais ressabiada", "a mais fofucha" e por aí adiante.
      Parecendo que não, facilitava.

      Eliminar
    2. Eu acho que elas deviam assinar "Joaquina mais doce", "Joaquina Ursa", "Joaquina dos laços", "Joaquina dos mirtilos" e assim por diante. E depois punham números à frente. Assim não há quem se entenda.

      Eliminar
    3. Não, não pode ser assim, lamento. A PIPOCA deve permanecer porque, mesmo querendo a querida (pipoca) Mais Picante afastar de si essa denominação, ninguém deve esquecer que é na PIPOCA que tudo começa e tudo tem continuidade. Pense bem...que seria de si sem a PIPOCA? Nada, verdade?

      Eliminar
  9. A Sra. não fala da sua vida privada porque este seu blog apenas serve para criticar a vida dos outros, mais concretamente o da pipoca mais doce. Ela decerto agradece tanta publicidade mas para mim como leitora apenas enerva. Crie os seus temas e os seus tópicos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ora bem... e vimos aqui porquê? Eu não vou a sitios que me enervam. Não vou ler a mais doce por exemplo! Isso sim, enerva-me!

      Eliminar
    2. Ora, elas passam aqui a vida para poderem alardear que são tão bem formadas e nunca, por nunca, se riem de ninguém. No fundo é um bem que lhes presto. Em vez de irem à Igreja passam aqui a vida.

      Eliminar
    3. Ora, somos como a Picante. Em vez de ir à Igreja anda nesses blogues para poder fazer o seu. No fundo é um bem que esses blogues lhe prestam.
      E, a bem dizer, rimos, sim. De si.

      Eliminar
  10. É o chamado insulto fácil e, sem querer ofender o meu género, típico das mulheres. Lembra-me a polémica em torno da Judite de Sousa. Houve muita gente que aproveitou para fazer comentários sobre a alegada traição do marido, do género "mereceu a traição" ou "não pode com os cornos". Muitos desses comentários vinham de mulheres. Parte-se do princípio que uma mulher traída não sabe comportar-se com profissionalismo e que há mulheres que realmente andam a mesmo é a pedi-las. Irrita-me que haja mulheres que ainda pensam que uma mulher precisa de um homem para se afirmar e que uma mulher sozinha é uma pobre coitada, mal amada, destinada a uma vida de amargura. Não sou encalhada, mas também não preciso do meu homem para ser o que sou. Antes encalhada que estúpida!

    ResponderEliminar
  11. Ahahahhahahahahahahahahahahahahahhahahahahahahahahahahahahahhahahahahahahahahaah

    Mas estas pessoas saíram directamente da Idade Média?!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ou andam eu média na idade da inocência, tadinhas.....

      Eliminar
    2. Saíram de Marte. Isto parece um zoo. Santa Teresinha me valha.

      Eliminar
  12. Mas quem disse que a pipoca não tem vida própria? Tem sim senhora e bem completa. tem como definição de vida própria meter-se na vida das outras.
    Se tem marido ou companheiro, isso ainda está para se saber mas se tivesse um companheiro não tinha tempo para andar aqui as 24 horas por dia.
    Mas como não gosta que lhe chamem encalhada eu vou respeitar o seu pedido e só lhe chamo TRISTE!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas a picante está aqui 24 horas por dia? E quem publica muitso posts no mesmo dia não tem companheiro? Ah, que estranho! Ia jurar que a outra publica a rodos e que tem companheiro (ou não se pode chamar companheiro àquilo?)

      Eliminar
    2. Eu realmente gostava de saber como é que a Polo Norte se aguenta... 2 blogs, 3 facebooks, instagram, sempre on line... Vai-se a ver e de acordo com a sua teoria o marido e a filha são emprestados, não?
      (vocês e a vossa lógica matam-me, em bem que tinha razão em perguntar lá em cima se sabiam o que era lógica)

      Eliminar
    3. Deve ser Sobrinha afastada do Cristo e tem o dom da umbiquidade.

      Eliminar
  13. Não sei qual será pior, se aturar esta Pipoca Amargurada se ter uma carrada de sarna em cima, não sei mesmo.

    ResponderEliminar
  14. Há por aqui gente que me faz lembrar aquele meu amigo que todos os dias vai ao mesmo restaurante, come sempre o mesmo prato e no fim refila sempre da qualidade do restaurante e da comida.todos os dias...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ora... elas não passam sem mim. No fundo é uma relação de borboletas no estômago.

      Eliminar
  15. Maria dos Remédios
    Tia, sempre que posso venho cuscar aqui o seu blog. É terapêutico para mim que moro na Amadora e não tenho dinheiro para pagar um psicóloga e/ou psiquiatra. Penso eu de que...você tem muito tempo livre. Os comentários aparecem quase que imediatamente e precisam de aprovação prévia. Quando não se tem nada para dizer o mais fácil é escrever sobre os outros. A "imagem" que as Jaquinas têm de si é talvez porque a menina a dá...à imagem claro.

    ResponderEliminar
  16. Sendo a excelsa solteira, casada, o que seja, tenha tempo livre ou escreva os posts à hora de almoço e os deixe agendados, pois que não sabemos, não é? Eu desconheço. E nao me interessa em bom rigor. E se tem filhos não me interessa se lhes põe laços,, fios de prata ou os mete no tanque. Ha uma linhaneditorial. Que não agrada a todos. Nem me parece ser esse o objectivo, quem não gosta e se sente incomodado porque raio volta, é um mistério, a serio!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. é ao Domingo à noite Mónica.
      (e fios de prata sempre, mas isso também é fácil de adivinhar)

      Eliminar
    2. É para gozar com ela, Mónica. Tão simples. Não tinha percebido?

      Eliminar
  17. A Pipoca mais Encalhada5 de setembro de 2013 às 01:16

    Eu agora para não ser desprezada como uma vulgar anónimo vou passa a assinar sempre com o meu nome de batismo, A Pipoca Mais Encalhada.
    Estava eu toda esperançada por não ver comentários que a menina já tivesse quinado dos nervinhos, mas coisa ruim é para durar, né Jóia?.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ah ah ah ah ah ah ah ah ah aha ah ah ah ah ah!!!!!!!!!!

      Eliminar
  18. Et voilà. Ça brûle!
    Eheh!

    ResponderEliminar
  19. Eu volto com a esperança que mude e i sarcasmo e a maldade seja para algo útil mas realmente vou seguir o conselho das sua seguidoras que devem ser como a Sra. Umas amarguradas da vida. É muita mesquinhez, pensava que só existiam nessas novelas brasileiras. Tanta inveja faz mal tira saúde.

    ResponderEliminar
  20. "a lógica, essa maravilha da natureza humana" ???????

    AH, AH, AH, AH

    Porque leio este blogue? Para, em lendo-o, me divertir!

    ResponderEliminar
  21. Ó rica, já aqui há dias lhe disse: então a menina cria um blogue para D.Joaquinas e depois espera lógica, factos e argumentação?
    Ó Senhora, um bocadinho de por favor, como dizia o outro!

    ResponderEliminar
  22. A Pipoca mais Encalhada5 de setembro de 2013 às 11:20

    É mesmo isso. em calhando queria que lhe viessem bater palminhas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Começo a gostar desta Pipoca.
      Cá beijinho, Mais Encalhada!

      (Pipoca Mais Encalhada, temos divertimento para os próximos tempos)

      Eliminar
  23. O que é giro é que a PIcante, que pretendia ter um blogue para atacar Rosinhas e Gracinhas, tem agora um blogue para se defender de D. Joaquinas.
    Ironias...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. AH AH AH AH AH AH AH AH AH AH AH AH AH AH AH AH AH AH

      A Picante, rainha da ironia, a superar-se a si própria!

      Eliminar
  24. Pessoas que se indignam com a Mais Picante por ela comentar as vidas públicas dos outros aqui no seu blogue... Andam nesta vida virtual há pouco tempo, certo? Mais ninguém se lembra do blogue da Pipoca Mais Doce aqui há uns anos? E da Polo Norte há uns meses?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. não podia concordar mais.
      hoje o que é amarelo amanha já não para elas. O problema é que defendiam o amarelo com unhas e dentes

      Eliminar

Os comentários são da exclusiva responsabilidade dos comentadores.
A autora do blog eliminará qualquer comentário que ofenda terceiros, a pedido dos mesmos.