sexta-feira, 6 de setembro de 2013

Encho chouriços ou pranto tolices?

De acordo com um estudo, uma coisa assim em bom, patrocinado pela universidade da vida, as pessoas que têm empregos estáveis são mais felizes e despreocupadas, o que se reflecte numa vida sexual mais satisfatória.
Isto será verdade? E vocês? Que acham? Qual a vossa opinião? Concordam com o estudo? Ou acham que, pelo contrário, os desempregados ficam a ganhar por terem mais tempo livre? Encham "prá i" a caixa de comentários e façam as minhas alegrias, por favor, já pedi por favor?

76 comentários:

  1. Parece-me um estudo motivacional encomendado pelo Estado, a ver se começa a pagar menos PSI's e subsídios de desemprego.
    Toda a gente sabe que nada motiva mais um tipo do que a promessa de sexo feliz e despreocupado.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. RC e o seu machismo habitual :D

      Eliminar
    2. Eu não tenho nada com isso, mas acho muito injusto a Rosinha vir comentar porque no seu blog não deixa entrar os anónimos. Porque pode comentar e tratar mal os homens que só pensam em sexo e ninguém lhe pode responder porque a Pipoca não publica, não é?
      Porque eu pus aqui um comentário em que dizia isso mesmo que a Rosa é uma feminista ainda maior do que as do BE, porque é o que a rosa merece , e a sua amiguinha do peito Pioca não publicou, e assim é muito fácil a Rosinha dizer o que quer e não ter resposta, mas se a pipoca publicar o meu comentário eu só quero dizer a Rosinha que isso é uma grande cobardia.

      Eliminar
    3. Este é tão hilariante que publico. Anónima, qual é a sua "cena"?

      Eliminar
    4. A minha cena é submeter-me às ordens de Vossa Majestade, e, com humildade ajoelhar a Vossos pés e Rogar-vos, Senhora, a mercê do Vosso perdão pela minha ousadia, único meio de o meu comentário ser publicado.
      Posto isto. Ok Majestade, Ok Majestade.
      Sempre a considerá-la

      Eliminar
    5. Curiosamente a RC e a S tinham muito por onde se lhe pegar...

      Eliminar
    6. Quem diz um tipo, diz uma tipa, obviamente não é exclusivo, era uma maneira de falar, a "brincadeira" era para o Estado, não para o sexismo.

      A razão pela qual não tenho paciência para comentários anónimos, é porque as pessoas tendem a criticar só por criticar, pegar por aquilo que não tem por onde se lhe pegue e, bem, "deitar abaixo" aquilo que seja, só porque não gostam da pessoa, independentemente do que ela esteja para lá a falar.

      Diga-me, deixa entrar em sua casa pessoas de quem não gosta? A menos que seja a sogra, e porque tem de ser, não me parece. Logo, na minha "casa" também deixo à porta pessoas gratuitamente desagradáveis. Que pensem diferente de mim, nada contra. Que insultem, não. Se excluo outros anónimos com uma opinião válida, ainda que diferente? Certamente. Vem com o preço de não me preocupar em ter comentários a poluir o ar.

      Eliminar
  2. Antes de responder, e de modo a elaborar a minha resposta, diga-me: a menina tem um emprego estável?

    ResponderEliminar
  3. Ora bem, quem é que hoje em dia tem um emprego estável? Isso depende do conceito de estável. Estável implica ganhar bem ou é apenas ter um contrato mais ou menos seguro? :D

    De qualquer forma, eu diria que o facto de não termos preocupações monetárias nos ajuda a relaxar e a investir noutras áreas mais atrevidas.

    Só porque pediste por favor...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. S*, caso não tenhas percebido, o post não é uma pergunta, é para gozar com certo estilo de escrita de certos blogues.
      E, caso não saibas, há uma diferença entre emprego estável e emprego rentável…

      Eliminar
    2. Anónimo foi "má interpretação", coitada!

      Eliminar
    3. Mais um comentário...

      Mais Picante porque não publica o comentário que deixei de manhã ao comentário fantástico do post abaixo deste feito por esta alminha? Não me diga que não achou aquilo patético?

      Eliminar
    4. ah ah ah ah ah ah ah ah ah ah

      Eliminar
    5. Uma pessoa já nem pode entrar na piada da Picante sem levar com as cromas de serviço. O que vale é que eu sou paciente e educada...

      Eliminar
    6. claro, chama-lhe "entrar na piada". Eu cá o que vejo é uma resposta clara às perguntas que foram feitas

      Eliminar
    7. E aí é que está a graça. Dah.

      Eliminar
    8. S*, ficava-lhe bem admitir que não percebo a piada e que levou à letra o que foi escrito. Era até um sinal de maturidade. Assim é só patético.

      Eliminar
    9. Eu acho é q a menina realmente nunca sabe admitir q errou e não percebeu. Porque a picante não achou graça e ainda gozou com quem respondeu (incluindo a menina).

      Eliminar
    10. Mas digam-me lá, caras anónimas sabichonas... vocês SABEM que eu não percebi, é? Então pronto, se vos faz felizes, não percebi. Li aquele título mas não entendi logo a piada. Para a próxima peço explicações, para não voltar a errar. Mil perdões.

      Eliminar
    11. Estás perdoada. Mas que seja a última vez!

      Eliminar
    12. É a primeiríssima vez que a vejo dar a mãozinha à palmatória. Isto merece uma comemoração em grande com um Barca Velha de 84.

      Eliminar
    13. alinho, anonimo das 10H30. merece BOOM, festarola

      Eliminar
    14. Ó Mónica, por quem sois! Festarola com o tema "S*" é comigo. Apanho-a à sua porta às 08:00. Não se atrase, por favor, que é coisa muito deselegante como sabe, e não se esqueça do dress code.

      Eliminar
  4. Concordo com o estudo. Afinal de contas, há muita gente a receber milhoes e muito bem na sua vidinha sempre a procriar e tudo.

    Paulinha

    ResponderEliminar
  5. Hum...onde é que eu já vi disto....hum...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pedrinha, Deis Nosso Senhor a abençoe, haja alguém que tenha apanhado o verdadeiro sentido subliminar do post.

      Eliminar
    2. Perguntou, respondi, não publicou.
      Mil perdões.

      Eliminar
    3. Acho absolutamente indecente ser a única às escuras...
      (Alguém faz o obséquio de me mandar um e-mail a esclarecer?! Pleaseeeee)

      Eliminar
    4. Palmier, se a anima, está longe de ser a única. Muito longe.

      Eliminar
  6. Bem, pelo menos o estudo faz-nos rir, o que é um luxo nos dias que correm

    ResponderEliminar
  7. Era uma piada e não uma pergunta! HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAH Adoro estes comentadores!

    ResponderEliminar
  8. Acho que quando as pessoas não têm preocupações em contar os trocos para ver se conseguem pagar as contas do mês, a coisa dá-se mais fácil e relaxadamente..!

    ResponderEliminar
  9. Estar desempregado pode levar a frustração ou mesmo depressão parece que neste estado nao deve dar muita vontade para o amor.

    ResponderEliminar
  10. Respostas
    1. Pois... várias. Culpa minha certamente, é o que dá não usar links.

      Eliminar
    2. Mas é que o post teve muito mais piada devido aos comentários! Eu, pelo menos, parti-me a rir.

      Eliminar
    3. Qualquer dia ponho os comentários em post. Tenho apagado alguns verdadeiramente magníficos.

      Eliminar
  11. Uma coisa assim em bom seria patrocinar o sexo feliz, despreocupado, enfim... satisfatório(!) através do direito para todas as pessoas com emprego, de uma pausa diária a que se poderia chamar de por exemplo: "Hora do chouriço".
    Talvez tolice, talvez desculpa para me embazucar neste buta mega fixe blog de gajas porreiraças impossível de imitar.
    Mas como sexo é sexo, nada como atender à chamada e participar na coisa, digo estudo, digo discussão, digo comentário.
    E mais não digo, que isto de encher chouriços também cansa, né???

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ó Rui, não venha para aqui ofender que isto não é um blogue de gajas porreiraças. É, com muito orgulho, um blogue de donas Joaquinas!

      Eliminar
    2. Não era minha intenção. Ofender. Mas tenho esperança naquele desconto que as "donas" de bem têm sempre guardado, na mala chique, para quem é novo na casa. E lhe desconhece os hábitos. E os cantos. E as órbitas. E os nomes.
      Uma excelente semana para todas as Jaquinas!
      Para as donas mas também para todas as outras.
      Com sexo despreocupado, claro...
      E com todos os chouriços a que têm "direito".

      Eliminar
    3. Não se preocupe Rui, algumas das donas joaquinas que por aqui andam ofendem-se com pouco. São uns modelos de virtudes, nunca riem de ninguém e querem que o resto do mundo ande sério como elas. Vicissitudes.

      Eliminar
    4. É novo cá na casa, Rui? Acho que não se vai fazer cá velho. Ou muito me engano ou esta não é a sua praia.

      Eliminar
    5. "A mais picante" :Obrigada. Assim já a ralação se foi para lá de onde estes olhos não alcançam.
      Sério...

      "Anónimo": Nem imaginas as praias por onde já pesquei. Umas, de mar espraiado, outras com fundões inesperados. Umas, de correntes às avessas, outras de águas calmas como a preguiça de uma tarde alentejana sentada num mês de Agosto.
      Mas "anónimo" lá no fundo, no fundo...
      Hum...

      Eliminar
    6. É impressão minha ou este Rui é o novo heterónimo do Corvo/Pássaro Viajeiro/Matilde e por aí fora, que eles são tantos que eu já nem consigo nomeá-los a todos?

      Eliminar
  12. Melhor post de sempre (graças aos comentários, claro)! Que gente burra "pá"

    ResponderEliminar
  13. Identifica-se comigo?
    Estou tão contente, tão contente.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu disse isso? Não disse pois não? Ora vá lá ver..

      Eliminar
    2. Tanto identifica que responde sempre aos meus comentários e já não o faz ao resto da canalha.
      Toooooooooma!

      Eliminar
    3. Não vá por aí que eu respondo a muita dona Joaquina.
      Caramba, o menino é algo pespineta, nunca lho disseram?

      Eliminar
    4. Nunca me disseram, geralmente dizem que sou insolente ou atrevido, mas pespineta é a primeira vez. Até estou algo emocionado, confesso.
      A menina também fica emocionada quando vê que tem um comentário meu? Aposto que sorri.

      Eliminar
    5. eu sorrio! E pespineta assenta que nem uma luva

      Eliminar
    6. Por vezes até rio à gargalhada. É mais frequente isso acontecer que sorrir.

      Eliminar
  14. Eu cá penso que as pessoas que são bonitas, ricas e cheias de saúde são mais felizes do que as pessoas que são feias, pobres e doentinhas.
    Estou convencido disso.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. D. Joaquina observativa.6 de setembro de 2013 às 18:22

      Parabéns, meu caro Pedro Almeida, e adeus Salgado que já foste à vida.
      Direito a dois comentários e a duas respostas, isso não é para quem quer mas só para quem merece.

      Eliminar
  15. Já pedi comentários aqui para a infeliz que fala mal dos outros? Por favor. Já pedi por favor?

    Claudia Ramos

    ResponderEliminar
  16. Quando me faltam ideias faço "ambas as duas" coisas.

    ResponderEliminar
  17. "Ó fêvera, junta-te aqui à brasa."

    Da série: "Um Piropo Por Dia Nem Sabe O Bem Que Lhe Fazia" #1

    ResponderEliminar
  18. Há algum giveaway para a melhor resposta?

    ResponderEliminar
  19. "E para que conste", conheço alguns blogs desses!

    ResponderEliminar
  20. Eu não venho comentar mas venho lembrar a minha estimada ex-inimiga, que para não ser confundida como uma anónima excluída, já me registei e doravante quando a minha esfusiante beleza dignar-se abrilhantar o seu espaço com um comentário meu, exijo ser tratada como uma Senhora Respeitável.
    Feliz FDS lhe deseja a,

    Sheila Carina.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. ah ah ah ah ah ah ah ah ah ah
      Cara Sheila, a menina sempre foi respeitável.
      Continuação

      Eliminar
  21. Eu quero ir velejar com a Sheila Carina.
    :)

    ResponderEliminar
  22. Por vicissitudes (más) da vida estive ofline uns dias... Mas chegar aqui e ver um post destes.... Ahahahahahahahah! Gosto!

    ResponderEliminar
  23. Então? Já não se trabalha ao Domingo à noite?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Talvez o consiga fazer hoje à noite. No promises.

      Eliminar
    2. Veja lá, não nos abandone, por Deus. As alegrias de uma dona Joaquina já são tão poucas, não nos falhe numa hora destas...

      Eliminar
  24. Talvez seja assim.

    Eu estou desempregada e não ando lá muito feliz.

    Quando trabalhava não tinha tempo.

    Acho que é dificil o equilibrio...em tudo.

    beijo

    ResponderEliminar

Os comentários são da exclusiva responsabilidade dos comentadores.
A autora do blog eliminará qualquer comentário que ofenda terceiros, a pedido dos mesmos.