quinta-feira, 29 de agosto de 2013

A Picante também lança livros

Olhou para o espelho e sorriu-se, satisfeita com a imagem, os cabelos pretos emolduravam-lhe o bonito rosto, o vestido acentuava a cintura perfeita, o decote deixava antever um peito firme e generoso, os saltos altos moldavam-lhe as pernas bem torneadas. Passou gloss nos lábios carnudos e saiu, ia jantar com a Teresa e a Maria, a um novo restaurante. 
A porta do elevador já se fechava quando o seu novo vizinho entrou. Apenas o conhecia através do relato entusiasmado da Cláudia do 3ºA. Era alto, moreno, e bem constituído. A camisa preta não escondia os musculados peitorais, os olhos de um azul profundo, umas covinhas marotas na cara. Inspirou e sentiu o seu perfume, forte e amadeirado. As pernas tremeram-lhe quando se sentiu avaliada de alto a baixo. Olharam-se nos olhos e de repente o tempo parou, a tensão era mútua e impossível de ser ignorada por qualquer deles, havia uma energia no ar impossível de ser quebrada. Ele aproximou-se dela, uns meros centímetros os separavam, curvou-se um pouco e....

É preciso continuar? Pelo amor da Santa, qualquer palerma é capaz de escrever um Harlequim, prantar estas coisas não vos torna românticos e apetecíveis, muito menos escritores, Parem por favor, nem é por mim, é mesmo por vocês.

27 comentários:

  1. Se a história continuasse nesta linha:
    …curvou-se um pouco e disse-lhe ao ouvido “Sabe, mostrar as mamas e as pernas numa só fatiota é coisa de badalhoca, vá-se lá tapar que já vi strippers mais discretas.”
    Digo-lhe já que eu comprava.
    Aviso à navegação: Vogue Fashion’s Night Out a 12 de Setembro…medo, muito medo.

    ResponderEliminar
  2. :D
    Ainda no outro dia ponderei "Harlequinzar" um post sobre ferramentas, mas mais que a coragem, faltou-me a paciência... É que não consigo gostar mesmo. Limitações, tristes limitações as minhas!

    ResponderEliminar
  3. Podes crer. Também fico sempre espantada quando vejo entradas dessas num blog. Qualquer macaco com um teclado escreve soft porn.

    ResponderEliminar
  4. llllooooollllll

    ahahahaha áté me doi a barriga!!!

    Paulinha

    ResponderEliminar
  5. Já não aguento nem mais um minuto da silly season...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ah ah ah ah ah ah ah Lulu, o pior é que isto dura o ano todo, se fosse só o Verão nem era mau

      Eliminar
    2. Sim, mas no resto do ano diluí-se mais.

      Eliminar
  6. ...curvou-se um pouco e disse "olhando para os sapatos dela "Isso, no salto é cocó de cão?"
    Ahahahahahahahahahahahah

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ou, "Que cheiro é este? Não tomou banho?"
      Vocês matam-me! Já estou aqui a imaginar mil e um desfechos para esse encontro no elevador!

      Eliminar
    2. Humpft!!! A brincar com obra de tão elevado valor literário, parece impossível. Como ousam, meninas, como ousam?

      Eliminar
    3. Meninas? Mas então o Mirone não é macho? Ai, que já não percebo nada.

      Eliminar
    4. A Mirone. Ora vá lá espreitar o blog dela. O nome realmente remete para o masculino, também pensei o mesmo quando o vi.

      Eliminar
    5. Desculpe Mais Picante mas não consegui resistir!
      :DD

      Eliminar
    6. Anónimo, mas é assim tão difícil perceber que sou mulher? É que basta ler o blog, nem é preciso lê-lo de uma ponta á outra, meia dúzia de posts bastam... Faça o que a Mais Picante sugere. Vá lá que será muito bem vindo. Diga qualquer coisa depois, para eu saber quem é.

      Eliminar
  7. E o que eu adorava esses livrinhos, durante a adolescência? Lia dois ou três no mesmo dia. :D Eles tinham sempre olhos sérios e frios, elas eram sempre virgens inocentes que mordiam o lábio de nervosismo. Muito bom.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Realmente é a sua cara, e diz muito si...

      Eliminar
    2. Pois diz. Diz que eu sempre gostei de ler. Lia muita coisa, fui apurando o gosto com o passar dos anos. E a menina, lê alguma coisa ou é só mesmo leitora de blogues?

      Eliminar
  8. Lá está! Entra-se no comummente conhecido, não se inova, e são estes pequenos pormenores que desmoronam num ápice uma promissora carreira literária.
    Acreditam que é verdade que o tipo Betinho de olhos azuis e covinhas nas faces é que é o homem ideal, mas é mentira porque o que elas dizem aqui nos blogs é só para disfarçar, isto porque, mulher que se preze é sempre mulher e a tradição ainda é o que era.
    Aos invés do tipinho perfumado e escanhoado, de olhos-azuis cristalinos e covinhas nas faces, apresentem-no como um tipo cabra macho de olhos cinzentos-escuros, fixos, julgadores; boca de lábios finos e cerrados, barba de uma semana, queixo másculo, quadrado, ao melhor estilo Batman. Macho duro, mandão, castigador tipo Mais Salgado e vão ver se não vão ser reconhecidos pelo mundo literário.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Os olhos azuis são frios como aço, os lábios apetecem beijar e estão entreabertos, formando um sorriso trocista, o corpo avança em movimentos decididos, deixando-nos com a certeza de que aquele homem não conhece o significado de querer e não ter...
      Estou no bom caminho?

      Eliminar
    2. Melhorou, mas ainda pode fazer muito mais.
      Substitua o sorriso trocista por um esgar de escárnio e um avançar decidido de quem sabe que aquilo que quer, tem; e a coisa começa a ter francas probabilidades de êxito universal.

      Eliminar
    3. Caramba, acho que tenho de ir a um workshop antes de lançar o folhetim. E eu que estava tão entusiasmada...

      Eliminar
  9. a minha modesta cultura faz-me questionar: onde anda a desencantar esta m****? é que eu não faço a mais absoluta ideia de que raio andam V. Exmas a falar e asseguro-vos que nunca li o Harlequim. E gostava só de ver quem replica os famosos livrinhos na blogoesfera. ou seja, quem não tem nada que fazer.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Menos isso, cara Mónica.
      Excluo-me veementemente dessas V. Excelências, porque também não sei do que ou de quem andam a falar.
      O que, em abono da verdade, é de importância relativa, ou mesmo nula.
      Falam do que falam e de quem fala, ou escreve, provavelmente; pelo menos o post dá laivos disso, já que o propósito é não estar calado.

      Eliminar
    2. Ora Mónica, é alguém que fala sobre tudo, dizendo nada. Até de moda o homem fala, caramba, tudo coisas de altíssimo gabarito, ali da Berska.

      Eliminar
    3. ambos os 2 caro Corvo, ambos os 2

      (e poupem-me a correcção, ó fanáticos do erro)

      Eliminar
  10. Por outro lado. Foi uma pena ninguém ter aceitado o repto proposto lá em baixo sobre experiências paranormais, porque tinha muito para contar.
    Mas já devia desconfiar que probabilidade de continuidade não teria nenhumas, dado que, é tudo gente cumpridora e de predicados Virtuosos a toda a prova para serem molestados pelas almas penadas ou espíritos malignos que erram por aí a atormentarem gente pecadora, como eu.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu sou muito pelo pragmatismo, isso das ciências ocultas, não me diz nada, perdoai.

      Eliminar

Os comentários são da exclusiva responsabilidade dos comentadores.
A autora do blog eliminará qualquer comentário que ofenda terceiros, a pedido dos mesmos.