segunda-feira, 29 de julho de 2013

Uma aventura na Blogolândia ou os meus comentadores são melhores que os vossos

"Como recompensa pelo meu interesse à causa, foi-me gentilmente concedido pelo (a) administrador (a) desta fracção, o privilégio da erudição e uma visita guiada ao condomínio, responsabilidade essa atribuída ao senhor Josefino Bemvindo, – morador de recente data mas de créditos já bem firmados, – que rapidamente fez o favor de me informar que não me admirasse nem levasse em linha de conta alguns trolls desatinados que certamente encontraríamos deambulando por ali na estrita e única missão da azucrinar os miolos aos pacatos moradores do burgo.
Ele mesmo, “veja ao que chegou a maledicência desta gente, senhor Corvo,” fora selvaticamente agredido ao chegar por um irado morador, residente de longa data e cujo aparecimento se perdia na memória dos tempos, que lhe dissera que quem nasce para lagartixa nunca chega a jacaré, mas e contra todas as reais probabilidades, ele, Josefino Bemvindo, homem de convicções bem estruturadas, insistira e se ainda não era, pouco lhe faltava para se alcandorar à directoria do Aviário.
Depois de um lauto almoço num restaurante de renome ali para os lados de Cascais, a súbita indisposição intestinal do meu companheiro de repasto levou-o a correr desenfreado em direcção aos lavabos, não que sem antes não se esquecesse de doutamente me prevenir enquanto corria apertando a dorida barriga, para não dar gorjetas imerecidas. Aliás, a sua atenciosa preocupação era tanta que não se escusou, quando algum tempo depois regressou manifestamente mais aliviado da tortura intestinal que desapiedadamente o assolara, indagar se dera gorjeta a algum servidor incompetente. Quando soube que não, que não dera, ficou verdadeiramente mais feliz e incomparavelmente mais aliviado..
Seguidamente e na mais completa harmonia e prazenteira disposição de espírito de quem está de bem com o mundo e arredores, demos início à nossa visita, por ele guiada.
Ao passarmos por uma residência, altamente fortificada por altos e grossos muros medievais, o meu cicerone mostrou-se muito cauteloso e denotando evidente receio, aconselhou-me a máxima prudência e extremo cuidado, que passássemos rapidamente sem perdermos tempo em perigosas contemplações devido aos ferozes caninos que a sua proprietária, sem quaisquer sombra de remorsos, treinava na cruel arte predatória. “Nem as osgas escapam, senhor Corvo” Sussurrou-me verdadeiramente horrorizado. “Repare que nem os pássaros por aqui voam, e quando por obrigações inerentes às suas migrações o fazem, é sempre a planarem de costas a fim de não serem reconhecidos pelas brutas feras”
Por essa ocasião já a minha atenção se prendera com um carro de uma conceituadíssima marca alemã, com dois escapes embelezadores a cromado polido, um primor de carro jogado numa valeta, numa posição nada consentânea com a sua real classe. “Foi ela, senhor Corvo, a treinadora dos carnívoros que espetou ali com o pai”. Mas então... e porquê? – Indaguei naturalmente admirado. “Vá-se lá saber, senhor Corvo; o que se passa na cabeça de uma admiradora de Betoneiras. Vamos embora depressa que já os ouço rugir lá dentro” Terminou verdadeiramente em pânico.
Tamanha convicção fez-me pensar na nossa periclitante integridade física em risco, e demo-nos pressa em abandonar tão tenebroso lugar."

(Continua)

Graciosidade  do estimado Corvo

14 comentários:

  1. As gorjetas foi a única parte da história que não apanhei, não faço ideia de onde vem.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Talvez seja daqui.
      http://mirone.blogspot.pt/2013/07/aceitam-se-gorjetas-e-outras-ofertas-em.html
      :DD

      Eliminar
    2. Ah ah ah ah ah ah ah ah
      Agora sim! Muito obrigada.

      Eliminar
  2. O senhor pode ter tido um problema intestinal, mas continuava obstinado na sua missão de não dar gorjeta. Like!

    ResponderEliminar
  3. Alguem faça um boneco a quem anda sempre a apanhar bonés mas mesmo assim não se cala.
    Singeleza a mais tambem cansa!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Divagações do muy estimado Corvo sobre isto aqui dos blogs.

      Eliminar
  4. Os pássaros a planarem de costas... LOL!!

    Sheila Carina.

    ResponderEliminar
  5. Palmier, a carnivora admiradora de Betoneiras. Lindo

    ResponderEliminar

Os comentários são da exclusiva responsabilidade dos comentadores.
A autora do blog eliminará qualquer comentário que ofenda terceiros, a pedido dos mesmos.