terça-feira, 30 de julho de 2013

Há uma linha

Que separa quem pode e não pode brincar com aquilo dos blogs que se transformam em livros de altíssimo gabarito.

31 comentários:

  1. diz-me um blogger cuja escrita publicada em livro valha o dinheiro gasto!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Impossível, é que não faço nem ideia de quanto custam essas obras de altíssimo gabarito.

      Eliminar
    2. ora aí está! hoje em dia está na moda: tem-se um blogue, publica-se um livro; tem-se um blogue, escreve-se uma crónica num jornal ou numa revista xpto; tem-se um blogue, dá-se "a cara" por alguma marca xpto; tem-se um blogue, arranja-se uma marca e faz-se umas promoções (ah, não te esqueças que para participares tens de ser seguidora do dito cujo E AINDA ser fã da página do face); tem-se um blogue, é-se convidada para eventos e faz-se publicidade à borla (sem esquecer os extras, mas esses os queridos leitores são uns tapados e não são colocados a par)... chega?

      a questão é simples e objectiva: há blogger´s que NÃO são bons escritos, que NÃO sabem escrever. ponto assente! mas como se chibam de tudo o que fazem no dia-a-dia, como colocam fotos da filharada e afins, como lançam marcas e fazem filhos e criam baby-blog´s...

      infelizmente, já não se criam bons escritores. escrever nasce connosco, não se fabrica para ganhar dinheiro à custa dos otários que nos lêem.

      Eliminar
    3. Falando a sério, acho que todos aqueles que publicaram livros escrevem bem. O que não quer dizer que sejam escritores de qualidade. Começaram por escrever por divertimento, a coisa correu-lhes bem, fizeram muito trabalho de marketing e saíram livros.
      Veja-se o caso da Mais Doce, o blog era realmente giro, bem escrito e com um sentido de humor acutilante. Depois vieram os passatempos e a publicidade, o blog caiu muito em qualidade recreativa. Mas já foi muito divertido. Não acho de todo que o tenha criado a pensar nisso, mas aproveitou a onda. E justiça lhe seja feita, aproveitou-a muito bem.

      Eliminar
    4. Concordo em absoluto. A Pipoca escreve muito bem, tem um talento nato para criar empatia com os leitores. E foi inteligentíssima na forma como aproveitou tudo isto.

      Eliminar
    5. Por acaso acho que a Pipoca gerou um misto de amor/ódio e por isso o blog cresceu. Vale-lhe também os que a têm como ódio de estimação, talvez até mais do que os que a idolatram.
      Depois apanhou a onda do "Sexo e da Cidade", todas a quererem parecer-se com alguém mas sem dinheiro e aquelas que sonham encontrar o seu príncipe que, convenhamos, ela não tem mas finge ter...

      Eliminar
    6. a pipoca mais doce tem uma particularidade e escrevo isto pelo facto de conhecer quem a conhece e convive com ela e a família: ela é aquilo que escreve! foi isso que a fez chegar mais longe. realmente, aquele feitio é mesmo dela, simples!

      Eliminar
  2. Acho que a nossa blogosfera famosa não pode crescer muito mais. Mas o interessante é que o crescimento é mais nos blogues estilo-diário-pessoal e não nos fashion blogs, que é o que acontece nos outros países. Eu prefiro assim. A ter de ser fã de um blogger, que seja por aquilo que ele revela ser e não pelas roupas que usa.

    Depois há os que tentam, tentam, tentam...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Comentário impagável...

      Eliminar
    2. S*, de vez em quando descubro pseudo-fashion-blogs portugueses e fico espantada com o que lá vejo. Concordo com o teu comentário, mas acho que será um pouco difícil encontrar conteúdo original na "blogoesfera famosa" porque já dura há tanto tempo que eventualmente se cai numa rotina confortável. ou é a publicidade, ou algo que aconteceu e que como é notícia vemos em todo o lado (e a publicidade também é feita em vários blogs destes ao mesmo tempo), ou então são os episódios da vida familiar, que também acabam por deixar de suscitar o interesse do público. nos dias que correm, só uma mudança radical na vida pessoal do blogger suscita um interesse renovado. por outro lado, há sempre os que supostamente só descobriram o blog x ou y agora e são esses que vão mantendo a chama acesa. por outro lado, torna-se difícil para um blogger novo singrar porque o círculo está muito fechado, à semelhança do que se passa há muitos anos na tv... em que é sempre o mesmo grupo de amigos/humoristas/apresentadores.

      Eliminar
    3. S*, you made my day!

      Eliminar
    4. A fibra é bela, subscrevo por completo. Não pode ser coincidência que os blogues mais famosos sejam todos de gente que se conhece na vida real. ;)

      Eliminar
  3. Essa linha é o bom gosto. Coisa que a menina não tem.

    ResponderEliminar
  4. eu admito que estou num mood pré-ferias muito cansado e acabado, mesmo, e o meu raciocino está toldadinho de todo mas há blogers que escrevem livros de alto gabarito? e eu a pensar que havia blogers que apenas assumiam publicamente que que o fim único do blog é fazer um livro (diferente, e em muito, de escrever um livro) e esse facto os separava da ralé de outros que não o conseguindo não passavam de uma cambada de invejosos. Da mesma forma como há blogers que assumem, pasme-nos a alma, que comentam freneticamente por toda a blogosfera, para tornar o seu blog conhecido. Não pelo conteúdo, temas do blog, ou pela forma como o autor se expressa e as suas opiniões... mas para fazer campanha pelo seu blog. ele há coisas!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Por acaso acho que não concordo muito com isso. De inicio o blog era apenas um blog, isso dos lucros foi o passo natural de quem soube aproveitar bem a situação.
      Quanto a isso de espalhar comentários por toda a blogolandia, bem, parece que dá resultado, não é? Eu poderia agora dar um exemplo muito concreto de alguém que o faz, agora talvez um pouco menos, na tola esperança de se tornar o próximo cocó (por acaso isso ele já é), ou Mais Doce (é sonhar....)

      Eliminar
    2. Eu queria dizer " isso dos livros", não dos lucros.

      Eliminar
    3. Desta vez não pode negar, esse exemplo de que fala é a S*. É, pois é?

      Eliminar
    4. Ah ah ah ah ah que maldade. Não, não me refiro à S*. Ela escreve dobre a vida dela, haverá quem ache divertido, haverá quem ache aborrecido. Realmente não há blog que eu não visite e que a S* não conheça (confesso que gosto de meia dúzia e que sigo outros tantos enquanto fonte de inspiração). Mas o que separa a S* do exemplo que não concretizo acima é que ela dá as suas opiniões. Não anda apenas pelos blogs com muitas visualizações a dizer "bom post"
      Eu gosto da S* pela sua simpatia e simplicidade. Já o outro, irrita-me porque a simpatia soa-me a falso, é arrogante e 300% desinteressante. Mas lá está... Já tem alguns 700 seguidores...

      Eliminar
    5. Simpatia... tente discordar com ela e leva logo com insultos a atirar à brejerice.

      Eliminar
    6. Já discordei e nunca fui insultada. Não vamos desenvolver mais este tema, ok?

      Eliminar
    7. 700 seguidores? então não sou eu. só tenho um seguidor e acho que sou eu mesmo que me sigo estilo sombra.

      Eliminar
  5. mas julgo que dão boa lenha para o inverno
    mesmo que sejam consumidos rápido pelo fogo

    ResponderEliminar
  6. Bem, correndo o risco de ser corrida, " O meu Pipi" é um livro de excertos dum blog , bastante bem escrito não obstante o vernáculo, cujo autor denotava uma cultura acima da média, e que pela parte que me toca corri os amigos com "Pipi" pelo Natal. Todos adoraram.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não o cheguei a conhecer. Por muito bom que fosse, não o compraria, tal como não compro o do MEC, que resume as crónicas do Público. Pois se já as li....

      Eliminar
    2. Mas estamos a desviar-nos do tema, eu não quis dizer com o post, que todos os livros dos bloggers eram trash enquanto obra literária, pois se eu nem os li.... A questão é que há quem ironize e seja aplaudido. E há quem ironize e isso é que não que não és meu amigo.

      Eliminar
  7. Penso que a próxima mania vai ser lançar livros extraidos dos baby-blogs. Já não se aguenta este tipo de blogs. Tod@s a armar ao pingarelho com as suas crias, dando a entender que a vida deles é só brincar e ir a festas com as criancinhas impecavelmente vestidas e sempre sem nódoas. E tod@s têm conselhos práticos e sabem educar e resolver os conflitos familiares melhor que ninguém. Haja paciência...

    ResponderEliminar
  8. Quais são os ditos livros de alto gabarito? Estou como a Mónica...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caramba eu poderia ter escrito trash. Preferi a ironia.

      Eliminar

Os comentários são da exclusiva responsabilidade dos comentadores.
A autora do blog eliminará qualquer comentário que ofenda terceiros, a pedido dos mesmos.