quarta-feira, 3 de julho de 2013

E tiraram-me as palavras da boca

"No meu bairro, as senhoras usavam muito uma expressão que serve para descrever Passos e Portas: "fedelho". Pedro Passos Coelho e Paulo Portas comportaram-se como dois fedelhos, dois meninos sem noção do impacto das suas acções, dois egos sem noção dos limites. E já não é a primeira vez: a porta, de facto, vai ser serventia da casa.  No caso da TSU e afins, Pedro Passos Coelho não respeitou o parceiro de coligação e, na resposta, Portas não manteve o nível institucional. No meio de um resgate internacional, foram incapazes de se comportar como homenzinhos. Há coisas que não se perdoam."

Do grande Henrique Raposo. Aqui

2 comentários:

Os comentários são da exclusiva responsabilidade dos comentadores.
A autora do blog eliminará qualquer comentário que ofenda terceiros, a pedido dos mesmos.