segunda-feira, 11 de março de 2013

Post agendado para que não me sintam muito a falta

Eu bem que dizia lá atrás. Só não referi o desgosto que os nomes lhes causam.

13 comentários:

  1. O nome, minha cara, é só uma pequena parte da história de alguém. Uma parte que outrém fez o favor (ou o desfavor) de dar e para a qual o próprio não foi tido nem achado. Logo, é uma pequeníssima parte daquilo que interessa, que é o resto. E o resto são coisas como o carácter, a honestidade, a generosidade, a inteligência, a bondade, a genuinidade, a decência, o bom humor. Coisas que se controem e que, essas sim, dependem do próprio e não de outrém. Por isso, talvez seja cobarde atacar algo que o próprio nada pode fazer para se defender ou sequer para mudar. Porque não foi ele o «culpado». Não lhe fica bem.

    ResponderEliminar
  2. Eu sou Matilde, mas fiquei na dúvida se isso é bom ou mau.
    :)

    Matilde.

    ResponderEliminar
  3. Sempre atenta.
    Boas férias

    ResponderEliminar
  4. Tenho a dizer que eu, a S*, me senti ofendida. ahahah

    ResponderEliminar
  5. O nome pode não dizer muito de nós directamente, mas diz muitos dos nossos pais... que também dizem muito de nós. Ergo...

    ResponderEliminar
  6. Eu sou Filipa. É bom ou mao? Agora quero uma opinião. Se for mau mudo de nome... serei Pureza! Ahahah!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Felipa seria melhor, mas não faz mal tooodas as Filipas são Pipas e Pipa é muito bom.

      Eliminar
  7. É normal ver as Purezas desta vida agastadas com as Sonias. Afinal, é tão pouco o que hoje em dia as distingue. Vestem-se igual, frequentam os mesmos locais, os filhos estudam nos mesmos colégios. Provavelmente a avó de uma Sonia ou Tania de hoje, foi costureira ou criada da avó de uma Pureza ou Benedita. Mas os tempos mudaram. E havendo tão pouco que as distingue, as Purezas da vida agarram-se ao nome, como se fosse a ultima marca que faz lembrar ao Mundo que o seu berço não é o das Sonias. Mas o Mundo não quer saber do berço das Purezas, especialmente se as Sonias lhes derem 10-0. E cuidado, com tanta promiscuidade é bem capaz do filho da Benedita se apaixonar pela filha da Sonia, com quem partilha os bancos do colégio, e ainda virem a ser comadres.
    Não se aguenta gente pedante. PMP, não se agaste. O 25 de Abril já foi quase há 40 anos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tem toda a razão Anónimo, toda, é terrível os nossos filhos misturarem-se dessa maneira atroz, pode até ser danoso para a saúde, ouvi dizer que os filhos das Sónias até piolhos apanham, uma verdadeira calamidade.

      Eliminar
  8. Quanta formatação, terá a Pipoca escolhido o lar onde nasceu? Dizem que sim que escolhemos os nossos pais, assim sendo há muita gentinha burra por aí, com escolhas erradas.

    O meu pai queria chamar-me Palmira, mudaria com certeza de nome, nunca para Madalena, ou Pureza ou nenhum dos que mencionou.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu estive quase a ser uma Gracinha, coisa que combinaria muito bem comigo já que toda a gente me diz o quão engraçada sou. Já Pureza seria coisa capaz de me fazer trocar o nome.

      Eliminar

Os comentários são da exclusiva responsabilidade dos comentadores.
A autora do blog eliminará qualquer comentário que ofenda terceiros, a pedido dos mesmos.