terça-feira, 5 de março de 2013

A Picante fala da sua vidinha

A minha cabeça não pára, enquanto me desloco no automóvel alemão planeio mentalmente o dia, por vezes chego até a fazer estudos de mercado, daqueles em grande, recentemente descobri um axioma, se facilmente os homens me dão passagem no trânsito (as mulheres são umas cabras, toda a gente sabe isso), o mesmo não se verificará se tiver a capota descida e cabelos ao vento, e piora dramaticamente caso o homem não conduza um automóvel alemão, em calhando ser o orgulhoso dono de um kia, corsa ou fiat, então a coisa está certa, não dá passagem e pronto. Ou melhor, não daria, não se desse o caso de o meu próprio automóvel ter um poder de aceleração bonzinho.

15 comentários:

  1. As coisas são como são, e a inveja não tem sexo...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O que cale é que estou convencida de que engorda.

      Eliminar
    2. Acabei de descobrir que sou invejosa:| Preferia ser magra.

      De qualquer maneira esses fiats, corsas e kias deixo-os sempre passar, faz-lhes bem ao ego, e é a minha boa açãodo dia;)

      Eliminar
  2. Por mim passa tudo! Novos e velhos, velhas e novas, activistas, arrivistas, reformistas, grevistas, ciclistas, carros de bois, trotinetes, skates, tudo!
    Lá está, coisa de pobre que não tem carro alemão e limita-se à vergonha de um sueco.
    Mas disfarço e para não mostrar mesmo o pobre desgraçadinho, dou uma de rico e digo, sim senhor! Minha mulher é que está bem. Minha mulher, meu marido.
    Pobre mas não...convencido.

    ResponderEliminar
  3. o corsa também é alemão...
    conduzo corsa e dou prioridades a quem não tem, seja gira ou feia, é só mesmo educação, também conduzo kia e faço o mesmo, se calhar é a excepção...
    mas percebo o que diz, é como a malta dos porsches e ferraris se acharem o máximo.

    ResponderEliminar
  4. O Corsa e o Kia são bons automóveis, fiáveis e seguros nos quais se pode depositar confiança. Digo isto porque entre muitas outras coisas também percebo da mecânica automóvel.
    Na verdade não menti quando disse que tudo passa por mim porque: primeiro acho de extrema má-educação quem se evidencia através de um carro, e segundo primo por não ser pesado e no acelerador ainda menos.
    Dou sempre lugar a quem pretende mudar de mão, reduzo ou páro se vejo alguém estacionado a querer arrancar, a saír de um parque de estacionamento ou de uma garagem, e na questão da prioridade conduzo sempre como se a não tivesse. Tomo sempre muita atenção à condução e nenhuma ao condutor para quem sou civilizado.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. concordo em pleno com o ultimo paragrafo, mas não dou sempre prioridade, algumas vezes, vá.

      Eliminar
    2. Conduzo na selva, por isso nem sempre tenho hipotese de ser civica.

      Eliminar
  5. E quando (seja homem, mulher, punto ou slk) não nos dão prioridade num cruzamento para depois parar assim mesmo à nossa frente? Grrrrrr...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tem toda a razão, essas coisas enervam o mais calmo mas, não se pode seguir por aí. Não é pelo simples facto do Passos e o Gaspar nos irem à carteira, que nós saiamos por aí a assaltar as pessoas, não é?

      Eliminar
    2. Terá razão, mas eu culpada me confesso, muitas vezes sinto ganas de dar umas palmadas a alguns condutores que se me atravessam no caminho.

      Eliminar

Os comentários são da exclusiva responsabilidade dos comentadores.
A autora do blog eliminará qualquer comentário que ofenda terceiros, a pedido dos mesmos.