quinta-feira, 21 de março de 2013

segunda-feira, 18 de março de 2013

Irra, poça, penico

O cabrão do alemão morreu, de maneiras que ainda aqui estou, à espera da assistência... Não sei de onde veio a praga mas está a funcionar, obrigadinha. Nunca mais me apanham em viagens brancas que não incluam avião, essa é que é essa. Desconfio que pistas brancas só amanhã.

Que estás a fazer Picante?

Isto. A ver se é desta. A neve é pior, o hotel também mas faço tenção de me vingar nas tapas e nas canãs. Depois da última semana, até a Serra da Estrela me deixaria contente. Sou uma fácil, é o que é.

quinta-feira, 14 de março de 2013

Habemus cérebro?

Alguém me explicará qual é a surpresa de Francisco, lá porque é Francisco e Jesuíta, ser contra o aborto e a eutanásia? Mas queriam o quê? Perceberão sequer o porquê de a Igreja ser contra a aniquilação da vida? Tanto anti-católico à espera de milagres que por aí anda, haja coerência senhores.

(Não é que interesse mas eu cá gosto de Jesuítas, conheço vários e gosto da sua mente aberta, é que nem parecem párocos)

Habemus blog?

O meu novo blog é.... dela? Ou é meu? Ou sou eu que sou dela? Somos 3? Ou 4?
(Obrigada Bledina)

Nada se perde

Tudo se transforma, pelo meio uma contínua aprendizagem, estou sempre a aprender, aprendi a nunca mais dar ouvidos a gente, por mais confiável que pareça, que diga que 1200km se fazem a brincar, que não custa nada, que é mais engraçado irmos todos juntos, que me deixe de merdas e vá de automóvel (sim,  é alemão, temos pena) em vez de avião. A coisa piora um pouco quando se chega a Soldeu no Domingo e tem de se vir a correr para Lisboa 2ª feira, digamos que fui jantar a Andorra, foi um bom jantar que foi, isso ninguém o pode negar, mas fiquei algo cansada, os mais pequenos totalmente inconsoláveis, valeu-lhes eu ter nascido para espalhar o bem e ter prometido que para a semana os levaria a Serra Nevada.

(agora não se aborreçam por eu ir viajar de novo, afinal estas férias não o chegaram a ser e Serra Nevada é bastante pior que Grandvalira)

quarta-feira, 13 de março de 2013

Disso, do Bieber

Em tempos, apaixonei-me pelo Tom Cruise, blusões de cabedal com pelo na gola e óculos à aviador faziam-me sonhar, tive um dossier inteiro forrado a Top Gun, cheguei a verbalizar estar disposta a dar 5 anos de vida por uma noite com o Tom. Muitos anos depois passei uma noite ao relento para rever os U2, em Coimbra. Dá para deixar as miúdas sonhar sem se indignarem? Ou vocês já nasceram velhos?

Onde estás Picante?

Em Lisboa. Lixada da vida. Tudo por causa de alguma incompetência alheia. E do meu bom fundo. Já disse que estou lixada da vida? Em me apetecendo darei dois ou três esclarecimentos. Por agora estou em Lisboa, lixada da vida a pensar nas pistas que apenas vi e não cheguei a descer. 

(E a neve estava de puta madre, é o que me dizem, eu não sei porque não cheguei a descer uma única pista, nem uma só para aquecer)

terça-feira, 12 de março de 2013

Pessoaaaaasssss

Isto são só blogs, nunca se esqueçam que isto são só blogs.

(e eu divirto-me que me farto, obrigada)

sexta-feira, 8 de março de 2013

Onde vais estar para a semana Picante?

Aqui. Com as minhas pessoas. 
Pode ser que aqui venha, pode ser que não. Em calhando até pode ser que vá prantando umas fotografias, daquelas em bom, isto em me apetecendo, claro, mas na verdade raramente me apetece.

Os problemas dos homens #26

Quererem lutar com isto, de as coisas serem como são, e acharem que vale a pena alvitrar sobre detalhes tão insignificantes como, em que hotel vamos ficar.

quinta-feira, 7 de março de 2013

Eu também gosto de Rosinhas

Mas só desta. A rapariga é uma simpatia, tem uma paciência que valha-me a Santa e farta-se de fazer desafios. Rosinha, a menina é a excepção que confirma a regra, agora que eu lhe ia oferecer um lugar, ali ao pé dos ilustres é que decide parar de escrever?

Sobre aquilo da concentração do fim de semana

Se a troika efectivamente se for lixar, se resolver abandonar Portugal, aquilo que eu gostaria mesmo de ver era a cara dos manifestantes, no dia em que o Estado não tiver dinheiro para pagar salários e reformas, no dia em que virem as suas economias transformadas em escudos e a valer um décimo, no dia em que todos os bens importados triplicarem de preço. Ora ide-vos lixar vocês, sim? Pelo menos até terem alternativas válidas e que não passem apenas por retirar as frotas de automóveis aos ladrões do poder.

Gracinha

Gracinha minha querida, a menina não aprende, venha cá, está tão crescida... parece que ainda foi ontem que corria pelos jardins e pedia bolachas de manteiga à D. Joaquina, mas dizia eu que cresceu, que idade tem? A menina perdoe mas para mim há de ter sempre 12 anos, nem sei bem porquê... Bom, talvez seja por causa dessas coleiras a que chama pulseiras que insiste em usar nos tornozelos... A menina haveria de reconsiderar isso, se a coisa se tolera aos 9, fartará aos 12, mas aos 30 é simplesmente... como hei-de dizer? É tão Brandoa...

quarta-feira, 6 de março de 2013

terça-feira, 5 de março de 2013

Poucas coisas haverá tão tristes quanto o olhar de um idoso em estado terminal. É um olhar de criança desorientada, completamente perdida. É um olhar assustado de gente adulta. É de cortar o coração.

A Picante fala da sua vidinha

A minha cabeça não pára, enquanto me desloco no automóvel alemão planeio mentalmente o dia, por vezes chego até a fazer estudos de mercado, daqueles em grande, recentemente descobri um axioma, se facilmente os homens me dão passagem no trânsito (as mulheres são umas cabras, toda a gente sabe isso), o mesmo não se verificará se tiver a capota descida e cabelos ao vento, e piora dramaticamente caso o homem não conduza um automóvel alemão, em calhando ser o orgulhoso dono de um kia, corsa ou fiat, então a coisa está certa, não dá passagem e pronto. Ou melhor, não daria, não se desse o caso de o meu próprio automóvel ter um poder de aceleração bonzinho.

segunda-feira, 4 de março de 2013

Viagens da nossa vida II

E nem posso dizer que a culpa disto é dos filhos, que trazem tantas recompensas mas que nos tiram as viagens de sonho. Será que é credível se culpar o cão?

Viagens da nossa vida

Em verdade vos digo que ultimamente também não tenho viajado como costumava, a vida muda, é um aborrecimento, fui a Nova York, a Londres variadíssimas vezes, perdi a conta das vezes que fui a Madrid, mas isso não conta, afinal é já ali ao lado, quase daria para ir de automóvel, fiz Ski na Suiça, em França e em Itália, só não contam como repetições porque fui variando as estâncias, fui às Maldivas, aquilo já não é o que era, metade dos corais destruídos, viagens a locais verdadeiramente novos não fiz nenhuma, ai é verdade fui a Cape Town e às Seichelles. Uma tristeza, a minha vida é uma tristeza, praticamente sem viagens a sítios novos, sou só eu que acho este post do mais cagão que existe? Ou vocês também?

A semana passada

É feio julgar os outros mas a Doce é Azeda.

sexta-feira, 1 de março de 2013

E daí talvez não...

Ana Garcia, minha querida, chegue-se aqui que tenho duas ou três coisas para lhe dizer, há uma coisa muito importante chamada imagem de marca, acredite que um marketeer pode levar anos a construí-la, passou-se o mesmo consigo, não é verdade? Uma empresa não pode mandar os seus clientes para a real pata que os pôs, por muito imbecis que estes sejam. As empresas, quando se associam a personalidades, procuram gente que gere empatia, a menina sabe que empatia e arrogância andam de costas voltadas, não sabe? Veja lá se começa a morder a sua linguinha afiada, não queira mais ser a primeira pessoa a abater depois do Relvas, olhe que isso não traz vitalidade nenhuma àquelas coisas que comercializa, umas agendas que nem data têm, não é? Uns cê dês em que a menina não canta? Os seus trollzinhos deixarão de dizer "ai tens tão bom gosto", "ai és tão fofinha", as marcas deixarão de a procurar, afinal é falta de educação chamar bimba à Sofia Alves, não cai bem, ela é uma actriz tão esforçada... E depois minha querida? Como é? Se continua assim daqui a nada está a dizer que a loja do Chin Yan é que é, que mais abaixo, ali para o Martim Moniz, se encontram coisas fantásticas na Bin Chong, os seguidores diminuem, às tantas nem os Bins os Chings e os Xons a procuram... Isto para já não falar em ter de começar a pagar todo aquele sushi que consome. Agora vá em paz e tenha mais juízo, sim? A menina tinha toda a razão, a outra rapariga ia com uma indumentária completamente desapropriada à passadeira encarnada, mas convenhamos que a menina também não prima pelo bom gosto, não é? Não se veste em Paris nem em Milão, verdade? Olhe que às vezes olho para as suas pulseiras e colares e fico a pensar se não será Natal. Mas vá, vá, não se demore mais, e que Deus a acompanhe.

A Pipoca defende a Doce

Isto de ser famoso, ainda que virtualmente, é um aborrecimento, há por aí muita inveja, muita gente que daria o rabo e mais 5 tostões para poder dizer que o Dacia Duster é que é, gente que queria receber autocolantes e prendinhas e coisinhas das marcas, gente que não gosta da língua afiada da pobre rapariga, gente que a acha fútil apesar de a pequena ler Saramago, caramba se até leu a Karenina? gente que gosta de apontar o dedo, ele são os erros ortográficos, ele é a maneira desmiolada como gasta o dinheiro, ele é a crueldade da pequena, pois se quer dar embrulhos vazios às crianças e as chama de pestes?, ele é a sua língua viperina e maldosa.
Em verdade vos digo que  acho bastante mais grave e deprimente esta sede incansável de sangue, ainda que em defesa de uma boa causa, que os escritos de alguém que foi longe demais nas suas graças desengraçadas e deselegantes.