quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

Disso das modas

Se há coisa que  eu entendo é disso das coisas virais e das modas, afinal todos queremos pertencer a grupos, ser aceites, já Maslow o dizia, hoje em dia o retro é chic, há um certo saudosismo dos tempos em que as crianças brincavam na rua sem que os pais temessem raptos e roubos, os joelhos esfolados não passavam disso mesmo, os computadores eram máquinas de escrever eléctricas que as secretárias dominavam com mestria, os telefones apenas serviam para fazer telefonemas, as pessoas conseguiam marcar encontros e esperavam umas pelas outras, saiam dos automóveis e tocavam às campainhas das portas, a avisar que tinham chegado, que sim que já se podia descer, a sério que entendo disso da pertença, percebo que a Mexicana continue cheia apesar dos preços e péssimo serviço, que os croquetes da Versailles vendam como se o mundo fosse acabar amanhã, que a bolas da Sacolinha continuem a ser as melhores de Cascais, mas... a Padaria Portuguesa? A sério?

16 comentários:

  1. Não a bola com recheio de doce de leite: a terceira dentada já é demais.

    ResponderEliminar
  2. Aparentemente é mesmo a sério mas completamente inexplicável.
    Fui à João XXI para ver a que raio se devia tanta conversa.
    Sai de lá com um pão mal cozido, que me encheu o carro de farinha e que nem para torradas serve.

    Definitivamente mais vale cair em graça que ser engraçado.

    ResponderEliminar
  3. Não lhe consigo ver vantagem nenhuma, para além do horário alargado, o pão sabe a borracha a menos que seja comido ainda quentinho.
    Pensando melhor nem no horário lhe consigo ver vantagem, o mini mercado à frente de casa fecha às 21.00h e tem um pão fantástico, normal, de sementes, escuro e tudo e tudo e tudo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ah, pudera!
      Isso porque não pediu pão de cebolada.
      Ou então pão em massa de cebola enrolada.
      Havia de ver se não ficava dele enamorada
      E para toda a vida eternamente amarrada

      Eliminar
  4. Os temas para posts também podem ser considerados modas?

    ResponderEliminar
  5. Estou como o Ruben Patrick; "bela merd@"
    (isto pode dizer-se aqui?)

    ResponderEliminar
  6. Aqui na minha terrinha perto de Lisboa já abriu e fechou. Fui lá duas vezes e nunca pensei que fosse um negócio de dimensão nacional, até ver na Sábado! Não vale nada!

    ResponderEliminar
  7. Ah, santa criatividade! E a moda de falar nos temas lançados pelos bloguers famosos sem acrescentar nada de novo?

    ResponderEliminar
  8. Ob anónimo, 99% dos meus posts são agendados, regra geral escrevo ao domingo à noite, dá para a semana toda, às vezes para duas.

    ResponderEliminar
  9. Sim, sim, o assunto Padaria Portuguesa apareceu por pura inspiração no domingo passado à noite. A Pólo Norte e o Pipoco é que adivinharam o seu agendamento e adiantaram-se...

    (título não original, estilo não original e conteúdo não original e assim se faz um blogue)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Querida Anónima acredite que isto foi escrito antes do post do Pipoco ter sido publicado. Salvo erro o da Polo já tinha saído. Ou então não acredite, não serei mais infeliz por isso. Quando me inspiro nos outros mão tenho qualquer problema em afirmá-lo, como poderá verificar em vários posts passados. Não sendo por aí além criativa também não sou aldrabona. E vou acrescentando que se todos os blogs tivessem de falar de assuntos diferentes ficariam uma dúzia. Esta semana só 2 posta não foram agendados, facilmente reconhecíveis pelas horas a que foram publicados, mais um que foii escrito hoje, ainda assim agendado.

      Eliminar
  10. Tanta justificação! ;) Ao menos admite que não é por aí além criativa. Em boa verdade, não é nada!

    É pena a colagem a outros blogues para angariar leitores. Mas não dá para mais, não é?

    Continuação de saúdinha.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Podia ser pior, podia dar-me para criticar, só porque sim, afinal tentar deitar os outros abaixo tem a sua graça, em calhando pode ser que se tenha sucesso. Ou não.
      Parece preferir que não lhe tivesse respondido, há quem goste fe falar para paredes, são gostos, nada bem.
      (saudinha é uma palavra grave, como tal sem acento, obrigada pelos votos, para si também)

      Eliminar

Os comentários são da exclusiva responsabilidade dos comentadores.
A autora do blog eliminará qualquer comentário que ofenda terceiros, a pedido dos mesmos.