segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

Os problemas dos homens #23

A menos que sejam loiros, barba de 2 dias dá um ar grandeporcovaitomarbanho.

14 comentários:

  1. Não posso concordar, prefiro ver um homem com barba de 2/3 dias, mas, lá está, com um ar cuidado, nada de fui-ao-Avante-e-voltei.

    ResponderEliminar
  2. Nada disso. Para mim, barca de 2 ou 3 dias até pode ser bem sexy. A partir do quarto dia é que começa a descambar. :P

    ResponderEliminar
  3. Don't be silly:

    http://www.fernandoirigoyen.com/the-blog/hawtness-of-the-day-alex-o-loughlin

    ResponderEliminar
  4. Aqui o problema é mesmo vosso. Ou teu, neste caso.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Jibóia acredite quando lhe digo que o problema não é meu, afinal eu não tenho problemas.

      Eliminar
  5. Concordo!Louro ou moreno a barba deve ser feita todos os dias.
    E bem escanhoada!

    ResponderEliminar
  6. Vir para aqui com fotografias de actores ou modelos é claramente jogo sujo. Não conta, estou a referir-me a homens normais.
    Não é qualquer homem que aguenta uma barca de 2 ou 3 dias. Têm de ter muito bom ar e estar muito arranjadinhos.

    ResponderEliminar
  7. homem comum, daquele que circula na vida normal, o que faz melhor é deixar-se estar com o rosto escanhoado. Corre o risco de parecer um desgraçado perdido na loucura, pelo alcool, pelo jogo, por um amor, ou com medo de banhos, ou alguém do circuito do camping, pel'amordasanta

    ResponderEliminar
  8. Não, isso é porque não conhece os homens certos (eheh). Existem homens, que com barba de 2 dias ficam muito, digamos, interessantes. Não são todos, mas alguns que conheço ficam muito bem. Barba de 2 dia e o cabelo um pouco despenteado e entretanto camisa muito bem engomada. Dá um ar muitíssimo interessante. Eu sei, sou um pouco estranha. Já não há nada a fazer...

    ResponderEliminar
  9. Barba de 3 dias e carecas, um must:|

    ResponderEliminar

Os comentários são da exclusiva responsabilidade dos comentadores.
A autora do blog eliminará qualquer comentário que ofenda terceiros, a pedido dos mesmos.