quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

Dissecando Karenina #2

Derivado de coisas cá da minha vida tive de cancelar o fim de semana na serra, melhor, tive de adiar, que para a semana nem que chovam canivetes a Pipoca janta na Tasca do Antonio, mas dizia eu que fiquei por terras lusitanas, um tempo para além de mau, vai daí que resolvo ir ao cinema, apenas para verificar que gasto tempo e dinheiro, em verdade vos digo que nada em Karenina vale a pena, é que nem o guarda roupa, não fazia ideia de que a Keira tinha os dentes tortos, fartou-se de fazer boquinhas, detestei a acção passar-se no teatro, a música meu Deus a música, como é possível assassinar valsas desta maneira?, o pior foi a adaptação, será porventura difícil passar para o grande écran a complexidade da personagem de Karenina, o que me lembra que podeis dizer algo como "estará para vir quem consiga passar para cinema um centésimo da personagem de Karenina, ela não é a fútil que  filme faz crer, Tolstoi construiu uma Karenina verdadeiramente soberba, em constante luta consigo própria, no fundo ele era um moralista". Isto claro, ainda que não tenhais lido o livro.

17 comentários:

  1. Pipoca,

    Eu pelos meus 16 anos li-O em inglês e em português, aquela figura FORTE e SOBERBA marcou-me profundamente.

    Todavia, gostei do guarda roupa.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já sabemos que leu aos 16 anos, em inglês e português. Já havia referido tal feito ;)

      Eliminar
    2. Não tenho intenções de ver o filme. Do que tenho lido parece-me que é só sobre romance e traição, ou seja , reduzem a obra. O livro é tão mais complexo.

      E a Keira? Nada a ver.

      Eliminar
    3. Gosto de me repetir e de anónimos...

      Eliminar
  2. Também não gostei do filme, de nada mesmo. Os livros são os livros!

    ResponderEliminar
  3. É por essas e por outras que não vi o filme nem nunca vou ver. Nem esse nem nenhum adaptado da grande literatura.
    Em tempos idos caí na patetice de ver o "D. Quixote" e "O Conde de Monte Cristo" e foi lição para toda a vida.

    ResponderEliminar
  4. Respostas
    1. Pois avisou, mas não sei o que se passa com esta malta que só ouvem o que não devem ouvir.
      Enfim, feitios; como dizia o saudoso Solnado.
      Desculpe não prantar um, uma...aquela coisa de arrepelar os dentes de alegria, mas parece que isso agora do sorriso é proibido por estes lados.
      É no que dá andarem todos virados para a literatura. Todos deram em sérios intelectuais e como é sabido gente idónea não anda p'raí a rir como a saloiada.

      Eliminar
    2. Não tem importância pássaro viajeiro...consigo perfeitamente imaginá-lo de bico arrepelado.

      Eliminar
  5. O que é engraçado é que a Pipoca docinha já tem lá outra votação a decorrer para a escolha do próximo livro. E um dos autores é nada mais nada menos do que Naguib Mahzouf! Eu bem lhe tentei explicar num comentário (que ela não publicou) que quem escreveu O Palácio do Desejo é Naguib Mahfouz,mas ela não mudou... Ainda por cima é erro que denota que a menina não conhecia sequer o autor... Ainda se o engano fosse na colocação do "h"... mas não...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois, é mais um sítio de onde tirar dinheiro. Ela não escolhe as obras, obviamente ganha quem oferece mais.

      Mas ela quer "meter o pessoal a ler". Tanta bondade

      Eliminar
  6. Nenhum filme pode ter a riqueza de um livro, isso será indiscutível, mas este está pura e simplesmente mal adaptado, Karenina reduzida a fútil, Levin apagado, são as personagens mais ricas de Lev e nada é sequer aflorado

    ResponderEliminar
  7. eu nem desgostei do filme, confesso. porque as expectativas eram baixas. não é bom, mas não desgostei, mesmo. Mas não foi pelas personagens principais, admito. Reforçou, de modo inequivoco, e em absoluto, a minha convicção em não ver mais sacana de filme algum com aquela Keira. Arre, miuda irritante

    ResponderEliminar
  8. You are so demanding Pipoca...

    ResponderEliminar
  9. Gostava de saber o que percebe de assassínio de valsas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ora Anónimo, eu nem percebo nada de nada embora saiba um pouquinho de muito.

      Eliminar

Os comentários são da exclusiva responsabilidade dos comentadores.
A autora do blog eliminará qualquer comentário que ofenda terceiros, a pedido dos mesmos.