sexta-feira, 28 de dezembro de 2012

Este ano (post antecipado de fim de ano)

Tinto Alentejano acompanhado de russos e Bach, tinto do Douro acompanhado de gargalhadas e sorrisos cúmplices, encostas alvas com neves virgens a -20º, demasiadas horas à volta de mesas de madeira. tempo oferecido a quem precisa, banhos de água mais quente, embora não quente o suficiente, rodeada das minhas pessoas, corridas no paredão, cabelos despenteados e lábios salgados, nascimentos e primeiras comunhões, whiskeys velhos e conversas sussuradas, whiskeys mais novos e cantorias gritadas. Sim, as coisas continuam a ser como devem ser, este ano foi um bom ano.

3 comentários:

  1. "Tinto Alentejano acompanhado de russos"

    Atracou um navio de guerra russo em Alcântara, foi?
    É sempre uma festarola no Cais do Sodré quando isso acontece.

    ResponderEliminar
  2. Kalispéra.
    Sim! De facto que raio têm a ver os alentejanos com os russos, sejam tintos ou brancos?
    E já agora, de caminho, que tem o Bach a ver com orgias vinhatárias, hã? Ainda se fosse o Baco a coisa compreendia-se melhor.
    Enfim, desculpa-se: resquícios de festarolas comme il faut!

    ResponderEliminar
  3. E desde quando é que as coisas têm de fazer sentido? Hum?

    ResponderEliminar

Os comentários são da exclusiva responsabilidade dos comentadores.
A autora do blog eliminará qualquer comentário que ofenda terceiros, a pedido dos mesmos.