quinta-feira, 29 de novembro de 2012

As repercussões benéficas da crise

Portugal vai sair do festival da canção por falta de verba.

16 comentários:

  1. Para as vergonhas que temos passado, nem nunca lá deviam ter entrado.
    Além disso é a ordem natural das coisas, naquilo que nos diz respeito.
    O Leão já saiu da Europa, não sem antes não ter saído do campeonato e da taça; o Sócrates saiu para a Gália e o Azevedo para Nevoeiros Majestosos, o euro saiu das carteiras e para cúmulo da desgraça a Ana saiu da casa.

    ResponderEliminar
  2. Quem terá a honra de nos substituir na categoria "saco de porrada" da Europa festivaleira?

    ResponderEliminar
  3. Li algures e gostei: "Ao que parece Mário Soares lidera um movimento que assinou uma carta aberta ao Primeiro Ministro para que o Governo mude de política ou então se demita. A contestação, em democracia é normal e até saudável. Até ai tudo bem. Mas quando é o "bem posto" da vida democrática, Mário Soares, a liderar um movimento contra seja o que for, é sinal que está tudo explicado. Se houve personalidade que sempre se aproveitou e tirou partido de qualquer regime foi este senhor. Agora, é só tirar as ilações..."

    ResponderEliminar
  4. A Pólo Norte tá amuda, ninguém comenta? :(

    S.

    ResponderEliminar

  5. Lá está.O caro anónimo veio confirmar, como se não bastasse a minha brilhante prelecção, (passe a modéstia...ou não) que somos um povo fadado a sair.
    Saímos do cantinho nortenho e viemos por aí fora arreando em sarracenos e espanhóis até atingir o mar. Quando se pensava que os ímpetos de saída estivessem esgotados, não senhor! Isto é lá malta para esmorecer por causa de um marzinho de nada? Construímos barcos e, ala que já se faz tarde e toca a sair.
    Depois, e com a preciosa ajuda do omnisciente Mário Soares, vamos a sair daí com uma mão à frente e outra atrás.
    A essência do discurso intelectual é a necessidade, ou se quisermos, a inevitabilidade do nefasto que como uma teia na qual, e sem que nada tenhamos feito para o merecer, nos enredamos; ele, Mário Soares, mostra ao povo ignaro, pela locução e pela escrita, o dever cívico de cuidar daqueles cuja vulnerabilidade se manifesta, ou seja, de todos nós.
    Ouvimos, vemos, pensamos e nada compreendemos. Ouvimo-lo e constatamos a nossa insignificância perante tanta sabedoria. Como as estátuas da ilha e a esfinge do deserto, vazios de ideias, portanto; olhamos sempre em frente e essa necessidade de sair daqui o mais rapidamente possível acentua-se drasticamente.
    Não esteve sozinho neste grande empreendimento de desertificação do país, isto é facto concreto e provado; mas que deu um precioso, se não mesmo o maior contributo para a finalização da empreitada, isso ninguém lhe pode contestar o mérito.

    ResponderEliminar
  6. Pássaro, o anónimo não vai perceber, não gaste latim! Coitado.

    ResponderEliminar
  7. Com 1% dos milhões que a "ditosa" Fundação Soares custa a todos nós eu afiaria a minha humilde pena todos os dias a esbafurir também missivas utópicas impregnadas de masturbações intelectuais para Belém!
    Um dia há-de se escrever a epopeia da nossa descolonização e enviar um exemplar aos bisnetos do patriarca Soares.

    ResponderEliminar
  8. Se isto fosse um blog a sério agira poderíamos ficar a falar da descolonização, da revolução, de Soares quando sabia o que dizia, de fundações e multas...

    ResponderEliminar
  9. Pássaro, o que realmente me intriga é quem será a Ana..

    ResponderEliminar
  10. Não sabe?! Mas!!!...Afinal em que mundo vive a menina?! Num paralelo, só pode!
    Num momento de tanta elevação cultural em que a palavra homossexual é imprescindível, quiçá, obrigatória em qualquer conversa que se preza; a Ana é uma menina que com uma clarividência ímpar para tão terna idade, veio esclarecer o mundo que a bi sexualidade também é tema de valor igual, se não mesmo superior.

    ResponderEliminar

Os comentários são da exclusiva responsabilidade dos comentadores.
A autora do blog eliminará qualquer comentário que ofenda terceiros, a pedido dos mesmos.