sexta-feira, 26 de outubro de 2012

Gracinha

Gracinha, minha querida, venha cá, estou muito desiludida consigo, então vê o animal no meio do parque, coitadinho, está morto de susto, afinal está perdido no meio daquele transito de crianças sem fim, e, em vez de pegar nele e o pôr de volta no ninho, fica ali com um sorriso triste na cara a pensar o quão sensível é, que é tão amiga dos animais e que é uma pena haver tanto sofrimento? Gracinha minha querida, isso não é sensibilidade, na melhor das hipóteses poderá ser ingenuidade mas infelizmente estou em crer que será simples estupidez. Agora vá, minha querida, vá e prometa-me que não torna a abrir a boca sem pensar no que diz.

23 comentários:

  1. O verdadeiramente preocupante...é que acho que aquilo resulta mesmo...com algumas pobres de espírito.

    ResponderEliminar
  2. Os animais não precisam que falem por eles, mas sim que tomem conta deles!

    O que interessa ter pena de um animal, um animal que está em perigo se não se faz nada para o ajudar?

    "Podia ter dono". Pois podia e então? Estava perdido, e desorientado.

    Enfim. Tantas palavras e tão pouca ação.

    ResponderEliminar
  3. ahahah ele pôs-se mesmo a geito ...

    ResponderEliminar
  4. Enviei-te um mail. Tudo a ver com este post. JRS

    ResponderEliminar
  5. É a Floribela no masculino. Depois são as criancinhas pobrezitas os senhores d'idade e o mendigo...

    ResponderEliminar
  6. Tanta vontade e tão pouca acção :)
    O mundo quer mais acção e menos parole ;)

    ResponderEliminar
  7. Eu adoro-a voçê pipoca mas permita-ma a pergunta??
    Hoje li num blog manhoso o post de um banana que viu um cachorro abandonado e nada fez por essa alma perdida, mas não hesitou em vender a história para que alguns rabos de saia sentissem compaixão e pena do autor do blog .
    Este post seu é só coincidência certo ?

    ResponderEliminar
  8. Caramba pah, ando a perder a tua fonte de inspiração. Vou pesquisar.

    Quanto a quem viu o bicho e não ajudou, pobrezinho de espírito.

    ResponderEliminar
  9. Oh S* graças a deus não são assim muitos pobres de espirito na blogosfera por isso será fácil de localizar:)

    ResponderEliminar
  10. Olha que eu também não sabia da existência de tal personagem mas, de facto, é de cortar os pulsos! Dele, claro! :DDD

    ResponderEliminar
  11. Anónimo das 22:34, está mais que explicíto.
    A pipoca mais picante não tem papas na língua e eu acho muito bem!
    Este país está farto de lambe-botas.

    ResponderEliminar
  12. Anónimo, obrigada, já encontrei. E já comentei, que não gosto de ficar com críticas entaladas.

    ResponderEliminar
  13. Infelizmente ainda existem garotas que adoram este tipo de conversa barata e caem que nem patas :D

    ResponderEliminar
  14. S* não adianta muito deixar comentários pois também deixei 2 mas o sensível não publica as opiniões e as verdades.

    ResponderEliminar
  15. Oh, aquilo é um potencial imenso, a dificuldade reside no controlo, há tanta coisa que se pensa mas se tem de calar.. Às tantas não há qualquer tipo de controlo possível, descobri aquilo há meses, caramba!

    ResponderEliminar
  16. Anónimo a Margarida Rebelo Pinto é que acha que não há coincidências...

    ResponderEliminar
  17. Agora é a minha vez! Ahahahahahah o que me ri com o que está ali em cima!

    ResponderEliminar
  18. As coisas que vocês escrevem!
    até se me aperta o coração...(não tenho culpa de toda esta minha sensbilidade);
    E vocês também são assim?
    Já vos aconteceu sentirem-se assim?

    ResponderEliminar
  19. Eu até queria comentar o post sobre o beluga mas não encontro o quadradinho dos comentários :|

    Did it in purpose Pipoca?

    ResponderEliminar
  20. Carmo vou abrir uma excepção e responder com um smile ;-)

    ResponderEliminar
  21. Pedro Almeida,
    O que realmente me incomoda é a infantilidade de tudo aquilo, parece uma crise existencial de adolescência, a maneira como relata as coisas, as coisas relatadas, a simplicidade e imaturidade de raciocínio... nada parece de uma pessoa de 30 anos.
    As seguidoras devem ser muito novinhas, ou igualmente inseguras. Sinceramente faz-me alguma confusão, é que juro que nem me parece que o objectivo final seja engate, apostaria muito mais em afirmação.

    ResponderEliminar

Os comentários são da exclusiva responsabilidade dos comentadores.
A autora do blog eliminará qualquer comentário que ofenda terceiros, a pedido dos mesmos.