terça-feira, 24 de janeiro de 2017

Picante também faz um post sobre as eleições americanas

Um pouco por todo o lado as mulheres uniram-se indignadas com o machismo de Trump, aqui para nós o tipo não passa de um burgesso mal educado mas enfim. Talvez não saibam que a marcha inicial, de Washington, foi organizada por Linda Sarsour, uma fulana apologista da Sharia, com ligações ao Hamas, um grupo terrorista, portanto. E esta, hum?

segunda-feira, 23 de janeiro de 2017

Porque leio blogs?

Porque, em lendo blogs, aprendo que é totalmente imperdoável dizer que a felicidade engorda, coisa mais feia e pobrezinha, fazer uma piada fácil a propósito de banhas, isso é que não! Onde já se viu? Em lendo blogs fico também a saber que prantar a fotografia de um Mula Velha também não é admissível, que isto aqui na blogolândia os habitantes são todos pessoas tremendamente educadas e sociáveis, tratam-se todos por minha querida ou minha boa amiga.
Mas, em compensação, podemos dizer asneiras em línguas estrangeiras, sempre nos dá um certo ar intelectual, afinal quem sabe línguas é porque estudou e deve saber das coisas, aqui nos blogs podemos chamar "cunt" a alguém que isso apenas nos trará uma aura levemente divertida e tremendamente sabedora.
Eu também sei uns nomes giros em estrangeiro, gilipollas, por exemplo.

De pais para filhos

Aos seis anos a vossa Picante dizia "camisola de interior". Invariavelmente a senhora minha mãe respondia que lá para os lados de Portalegre não havia camisolas específicas, que provavelmente as meninas de lá usavam uma camisola interior, parecida com a minha, semelhante... vá, que a mãe mandava vir as nossas roupas de Paris*.
Mini Picantes também diziam "camisola de interior", quando eram pequeninos. Mas depois cresceram.

*Em 3, 2,1...

sexta-feira, 20 de janeiro de 2017

Rir é o melhor remédio

Primeiro foi a Palmier, muito doentinha, que quase nos abandona e deixa entregue à nossa triste sorte de bloggers numa blogolândia pobre e triste. Depois a Nê que se pôs a relembrar velhos tempos de risota, aqueles eram os tempos em que nós quase chorávamos a rir por se dizer "merda" no canal um. E depois... Bom... depois deixo-vos com isto:

segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

Coisas realmente importantes

E entretanto Marrocos foi o primeiro país muçulmano a proibir o uso da burqa. Dizem eles que estava por trás do aumento da criminalidade, preferiria eu que fosse por causa daquela coisa de somenos importância que são os direitos da mulher. Mas é um avanço e todos os avanços têm de ser celebrados, celebremos pois.

Um dia faria um repost ou, não torno a voltar ao assunto Filipa


Foi este o post que fiz e que tanto ofendeu a Filipa Brás. Se carregarem no link verão os comentários horríveis que deixei que fizessem a seu respeito. Tentei resolver a coisa em privado mas tal revelou-se impossível.
Filipa, podes continuar a acusar-me de deslealdade, de cinismo, de querer mudar a tua linha editorial, o que quer que seja isso de linha editorial, podes continuar a deturpar o que escrevo, insinuando que faço as pessoas crer que viajo quando me limitei a editar um post que apareceu fora do sítio, podes continuar a criticar-me por gozar a publicidade encapotada ou os babyblogs (aconselho-te memofante), podes continuar a insinuar que eu me auto-comento em modo anónimo, ou que faço posts a atirar para o ar por não ter coragem de dizer a quem se destina o que escrevo (memofante outra vez), podes continuar a chamar-me sonsa, a dizer que isto é um pardieiro, continuar, enfim,  a insultar as tuas ex-blogoamigas de uma vida, umas mais que outras. Vais ficar a fazê-lo sozinha, em verdade te digo que eu não sei, nem quero, lutar com este tipo de armas, além de não ter o menor desejo de o fazer na internet e muito menos com uma pessoa que em tempos me foi querida
E isto é tudo o que eu tenho a dizer, foi a última vez que tornei a este infeliz assunto. Afinal isto são só blogs e servem é para nos divertirmos.

Por razões óbvias este post está fechado a comentários.

domingo, 15 de janeiro de 2017

Ainda dormes?

Está escuro, lá fora, levantas-te e ligas o aquecimento central enquanto pensas que por estes dias tens ligado o aquecimento central todos os dias, vais achar um desperdício quando vier a conta do gás, encolhes os ombros e pensas que está demasiado frio para te preocupares com minudências e enfias-te no duche, sabe-te bem a água bem quente a bater na pele, quando acordas o mais velho já a casa está a uns simpáticos vinte e dois graus, ele salta da cama enquanto resmunga que o deverias ter acordado mais cedo, que o despertador não tocou e mais não sei o quê, sorris e vais para a cozinha, sumo de laranja, pão quente a estalar acabado de sair do forno, papas de aveia e café fumegante acabado de moer. Sais de casa ainda escuro, seis graus, uma maravilha, páras o automóvel e ficam os dois por uns momentos, de mão dada, a ver o dia nascer, o céu começa a encher-se de tons alaranjados muito lá ao fundo, "o meu primeiro nascer do sol, mãe! Que bonito!...". Só no ponto de encontro é que te apercebes que estás meia hora adiantada, quando chega a carrinha que o deixará em Coimbra já o dia é quase dia, dás-lhe um abraço apertado e um beijo e dizes que gostarias de lá estar, o diabo do rapaz preferiu ir na carrinha, que era mais divertido, não sei quê do espírito de grupo, responde-te que vai perder, que este é só para ganhar "calo", que haverá muitos mais, está a crescer o teu rapaz. Quando voltas a casa e estacionas decides fazer um bocado de exercício, afinal saíste equipada, o joelho não te deixa correr mas podes andar num quase trote rápido, inspiras o ar gélido da manhã mas já não sentes frio, é tempo de um segundo duche e de um novo café. E tu? Ainda dormes? Bom dia!

quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

Nos blogs também

Descobri recentemente que existe uma doença denominada síndrome de Hulk. Os pacientes desta grave maleita são bastante agressivos, sem que para isso haja uma razão evidente, estão sempre irritados e transpiram raiva. Dizem os cientistas que a culpa é do cérebro que é pequeno. Nada que me surpreenda.

terça-feira, 10 de janeiro de 2017

Note to self

Obrigar mini Picantes a levantarem-se quinze minutos mais cedo, todos os dias. E a deitarem-se quinze minutos mais cedo, também.
Perco horas de vida por começar as manhãs aos gritos, todas as manhãs é a mesma coisa, isto de eu andar aos gritos..."Despachem-se! Comam! Vão calçar-se, já! Vistam os casacos! As mochilas? Despachem-se, vão chegar atrasados! Rápido para o elevador! Os lanches? Não interessa, compram na escola. Eu disse para se despacharem, é sempre a mesma coisa, vão chegar atrasados!... dá-me cabo da pele, esta situação de todos os dias um chegar dois minutos antes do toque e outro quando está a tocar.
Teletransporte. Teletransporte é que era.