sexta-feira, 24 de Outubro de 2014

Um dia...

Z... dizem-te que terias a ganhar em ter um header mais profissional no teu cantinho, seja lá o que isso for de cantinho, que deverias ter uns tons pasteis, mais harmoniosos e relaxantes, menus de marcadores e não sei o quê, que teriam todo o prazer em remodelar-te o cantinho,
Tu já sabes o suficiente da vida para saber que não há almoços grátis e perguntas quanto é que custa.

(nada temeis, seria incapaz de trair a Palmier, já para não falar de usar tons pasteis e relaxantes no meu dito cantinho, ainda o trincavam...)

Os destemidos

Nove. Há nove almas corajosas, dispostas a pagar vinte e dois euros para comer sushi em distinta companhia. caramba, mas as nove almas não terão medo que ele leve aquelas coisas do para que serve isto, ou lá o que é? Que se disponha a explanar sobre aquilo do verdade ou mito? Que queira contar capítulos do romance em primeira mão? Sério?
Ah! Corajosos!...

(o limite era vinte cinco, parece que ainda há lugares disponíveis...)

Picante, essa benemérita

Depois de me terem alertado para aquela situação de haver aí quem se esteja a preparar para cobrar vinte e cinco euros por um workshop que ensina a fazer, tachraaaannn... papas de aveia. É mesmo isso, não se desmachem já a rir, são mesmo papas de aveia, uma mulher fica aqui a pensar para consigo própria, afinal a vida está difícil, os impostos cada vez mais altos, a Zara e a H&M com colecções novas, as criancinhas a terem de comer, uma mulher sabe que nem toda a gente nasceu para fazer complicadas apresentações em bonitos powerpoint, e vai daí que resolve ajudar as Rosinhas, sugerindo interessantes temas para futuros workshops:
- Atar atacadores com laçadas perfeitas
- Barrar o pão com Planta sabor a manteiga (módulo pelintras)
- Barrar o pão com manteiga sabor a manteiga (módulo normais)
- Ovos mexidos, a superação
- O desafio das tostas mistas
- O duche: substituindo o sabão macaco por gel de banho
- O telefone: aprender a enviar sms
- Fugindo de vigaristas e trapaceiros (módulo exclusivo para licenciados com distinção em cinco dos anteriores workshops, as três melhores teses serão premiadas com o curso " como ter um blog de sucesso")

quinta-feira, 23 de Outubro de 2014

Em verdade vos digo

Que a esperança tem tudo a ver com optimismo. Que tem a ver com o bom senso e a presença de espírito necessários para respirar fundo e ver o problema sob vários ângulos. Que tem a ver com a capacidade de ver oportunidades em perspectivas goradas.

(e não tem nada a ver com mantas, isso não tem, ainda para mais com mantas demasiadamente caras, com nomes zen, estou aqui capaz de apostar que há outras mantas que se chamam felicidade, superação, harmonia...)

Nunca serei fashionista

Não fazia ideia de que as botas, estilo Júlia Roberts em Pretty Woman, eram usáveis fora de sets de filmagens ou passerelles. Pior, muito pior... Continuo a achar que não são, a menos que se queira transmitir a impressão errada.
Menos, minhas senhoras, muito menos.

terça-feira, 21 de Outubro de 2014

Coisas que me consomem demasiado tempo

Pôr o cinto, no automóvel. Abrir a porta e sentar-me. Ligar o bólide. Alguém haveria de inventar uma viatura que fizesse tudo isso, automaticamente, por nós. Poupar-nos-ia aqueles minutinhos preciosos para apreciar as coisas tremendamente importantes da vida.

Lindos e louros, em Gap e Ralph Lauren

Já os meus, ainda antes de "mãe" e "pai", disseram palavras verdadeiramente assombrosas. Um disse termodinâmica, outro disse champagne.

(e depois disseram, em coro, Mercedes)

segunda-feira, 20 de Outubro de 2014

Foi uma semana maravilhosa, não foi?

Aquilo de a mulher ser muito mais que um corpo, que é redutor alguém opinar sobre o corpo feminino, que aquilo nos magoa verdadeiramente, quer sejamos gordas, magras ou assim assim, tanto por fazer, Deus meu, assuntos verdadeiramente importantes a debater, ainda para mais juntou-se aquela situação da barbearia que não deixa entrar mulheres, discriminação verdadeiramente abominável.

(Fico só sem saber se nos devemos revoltar contra as outras mulheres, afinal são elas as piores críticas, se contra os tipos da barbearia que nos impedem de ir fazer a barba e aparar as patilhas a um local vintage... Que acham?)