sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

E tu, Picante? Não tens um recado a dar aos senhores do Google, sobre aquilo da pornografia?

Não. O Xilre já disse tudo sobre o assunto, muito melhor do que eu diria. Mas fica-me a dúvida sobre o que os senhores da Google considerarão ser pornografia, até que ponto poderemos nós ir sem os ofender, sem que nos cortem o pio e nos privatizem os blogs à força, como se nos apontassem uma arma à cabeça.

Digam-me, senhores puritanos bacocos de trazer por casa. Isto é permitido? Ou será excessivo?


E isto? Pode?





E aqui? Sexo explícito?



Pessoas, não sei se me mude para o clix, se para o sapo, se para o wordpress. Que me dizem? Qual é o melhorzinho?

É que, correndo o risco de ser censurada, aos senhores do Blogger só tenho a dizer isto:


A coerência é tão bonita, pois é?

Agora o que é realmente surreal é que a mesma pessoa que disse "ah é parvo, desnecessário e totó mas não me choca" venha,. de repente, assumir uma posição completamente diferente, dizendo de peito feito que " há coisas mais graves mas isso não significa que se esqueça o resto, há lugar para a revolta e mais, devia haver lugar para respeito e tolerância em relação a quem se revolta", só porque aqui a vossa Picante acha que invasões de tipas mascaradas de cães são estúpidas e ridículas. É, sei lá... dar-me um bocadinho de importância a mais, não é? Ou será apenas ridículo? Mais ou menos ao nível de andar a alertar adultos para os problemas das más companhias, quais teenagers influenciáveis? 
Pronto, pronto... sarcasmo mode off.

(se eu podia pôr aqui um link? podia... mas tenho preguiça)

quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015

No fundo acho que poupei quinhentos euros

Os tipos lá daquele sítio onde faço a revisão ao automóvel disseram-me que a coisa haveria de ficar pelos quatrocentos e trinta euros. Mais coisa menos coisa. Fiquei satisfeita, fico sempre satisfeita quando, no mesmo mês conjugo revisão, dois pneus novos e iuc. Acontece que, duas horas depois de lá ter deixado a viatura, recebo um telefonema que eram precisas pastilhas e calços e não sei quê, que a coisa ficaria por mais oitenta euros. Disse que sim, pois se é preciso, é preciso, que poderia eu fazer? Às quatro da tarde recebo um sms que me informa estar o automóvel pronto a ser levantado, mediante o pagamento da módica quantia de novecentos e oitenta e cinco euros. Depois de recuperar da apoplexia, lá me pus a caminho, uma boa meia hora a pensar na descompostura que lhes ia dar, se haveria de exigir o pagamento em suaves prestações, que haveria de lhes chamar de incompetentes e irresponsáveis para cima. Paguei quatrocentos e vinte e quatro euros. Sofresse eu do coração e ainda lhes enviava a conta do cardiologista.

De todas as coisas que não percebo

a que mais me intriga actualmente é tentar perceber por que razão foi Boyhood candidato ao que quer que seja. Caramba... três horas de puro tédio, vocês haveriam de ter avisado.

quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015

Aquele momento

Em que, para variar, escreves uma coisa que não faz as pessoas bocejar de tédio.

(mas o que eu queria mesmo dizer é que descobri dois blogs promissores, ambos no masculino, isso é que é uma coisa de valor)

E então, Picante? Porquê é que desgostas tanto das feministas?

Basicamente é por as achar estúpidas. Poderia estar aqui com eufemismos mas a verdade é que não consigo deixar de as achar estúpidas. E ridículas.

terça-feira, 24 de fevereiro de 2015

Tanto para escrever, tão pouco tempo para o fazer

Estou para aqui na dúvida, não sei se vos fale de um pneu rebentado em plena A1, uma porra de um prego, não sei como é que aparecem pregos nas estradas, se há quem se divirta a espalhá-los por aí, poderia contar-vos uma divertida história acerca de um macaco que deu de si e deu cabo de um automóvel, poderia ter sido pior, uns três segundos antes e teria dado cabo da minha mão, eu gosto desta coisa de ter duas mãos, por outro lado não sei se fale do nervosismo de uma primeira competição daquelas mesmo à séria, correu bem, claro que correu bem, corre sempre bem, poderia favor-vos disto tudo, em tendo tempo claro, mas a verdade é que só tenho dois ou três minutos e ainda estou para aqui estupefacta, nunca pensei ver alguém, que veste como veste, desdenhar do Ellie Saab da Emma Stone, que aquilo era parecido com cocó, ou lá o que era, que o Chanel da Julianne tinha bicho e que o decote da JLo era do Bronx. Não visse eu, com estes olhos que a terra há-de comer, as fatiotas com que nos brinda e ainda poderia achar que se falava a sério. Agora assim...

segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015

Não é que interesse muito

Mas este blog voltará ao normal. Com anónimos e tudo. Assim a vida cá fora o permita e me dê algum tempo para o moderar, coisa que se tem revelado completamente impossível, nestes últimos tempos.
Se eu o podia deixar sem moderação e aberto a anónimos? Podia, claro que podia, mas acontece que a blogoesfera já tem uma ETAR.

Dos óscares

Mas alguém falou dos filmes? Ou continua tudo ocupado com os vestidos?