quinta-feira, 4 de fevereiro de 2016

Eu é que devia ser deputada mas não poderia ser dessa instituição de cérebros que é o BE

A Mariana Mortágua acha que é preferível taxar (ainda) mais os combustíveis que prejudicar o rendimento dos Portugueses.
Alguém avise a idiota da Mortágua que o aumento dos combustíveis terá impacto sobre a economia e sobre todos os Portugueses, visto reflectir-se não só no bolso das más pessoas que se deslocam de automóvel, os ricos portanto, mas também directamente no custo de transporte de tudo quanto é produto. Adivinhem lá o que vai acontecer a médio prazo?...

O karma, essa grande prostituta

Li por aí que uma mãe mascarou a filha de sanita.

quarta-feira, 3 de fevereiro de 2016

Os problemas dos homens

Acharem que um pedido de desculpas faz esquecer toda a porcaria que fizeram. Não faz. Mesmo quando as desculpas são aceites.

terça-feira, 2 de fevereiro de 2016

Resolvi que também vou vender caixas!

Como é pessoas? Quem é que se chega à frente? Estas magníficas caixas estão à venda por 400€. Uma verdadeira pechincha, nem vos digo quanto é que me custaram para não dizerem que ando para aí a ostentar, mas olhem que isto vale pelo menos quatro vezes nais. Para mais e não para menos, hã? Como é? Quem compra?...

sexta-feira, 29 de janeiro de 2016

quinta-feira, 28 de janeiro de 2016

Um gajo lê isto e é claro que um gajo só pode aderir à causa!... E quem não aderir à causa com um gajo é porque não percebe a importância da causa! Que coise!... Deixem um gajo em paz!

CARTA ABERTA AO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO
(A propósito do texto da Prova de Aferição do Ensino Básico 2010)



Revirar de olhos. Muitos. E falta de paciência. E tipas histéricas. E parvas também. Isto não é feminismo, isto é só estupidez.
(e depois queixam-se quando se associa o movimento a estas imbecilidades...)

O exame de 4º ano que inspirou tamanha indignação aqui
O meu muito obrigada à Cuca que me deu a conhecer esta maravilhosa obra de indignação feminina.

quarta-feira, 27 de janeiro de 2016

Eu cá não me preocuria muito com isso da Disney

Afinal de contas o Pato Donald trata sozinho dos seus três sobrinhos, numa clara afirmação de que os homens partilham deveres e responsabilidades outrora considerados estritamente femininos. Arriscaria mesmo a dizer que o Pato Donald aderiu ao movimento feminista...

(é claro que não tem a preocupação de os vestir, combinando roupas em matchy-matchy, o Walt foi amigo, toda a gente sabe que os homens são absolutamente incapazes de distinguir pijamas de roupa de rua ou de combinar conjuntos...)

De todas as coisas que eu não percebo

É por que raio insistem em comparar casais hetero que espancam e abusam dos filhos com casais gay modelo, a fim de defender a adopção por casais do mesmo sexo.
Convicções à parte, que não tenho tempo para trezentos e noventa e dois comentários, a maioria dos pais biológicos até fazem o melhor que conseguem, ou não? O grosso das crianças não é dada para adopção, ou é?
Se o que está em causa é o superior interesse da criança, qual é exactamente a razão para a comparação (em debate) não ser com o óptimo? Ou afinal apenas se pretende defender o superior interesse do adulto? Caramba, ele há argumentos que nem ao diabo lembram.